MAROCAS

Setembro 05 2015

CARTA DE UM ESCRITOR AFRICANO ANÓNIMO

 

Meu irmão branco,
Quando nasci, eu era negro.
Quando cresci, eu era negro.
Quando apanho sol, eu fico negro.
Quando estou com frio, eu fico negro.
Quando estou com medo, eu fico negro.
Quando estou doente, eu fico negro.
Quando eu perco a coragem, eu fico negro.
Quando morrer, eu ficarei negro.
 
  
E você homem branco,
Quando nasceu, era rosa.
Quando cresceu, era branco.
Quando apanha sol, fica vermelho.
Quando tem frio, fica roxo.
Quando está com medo, fica branco.
Quando está doente, fica verde.
Quando perde a coragem, fica amarelo.
Quando morrer, ficará cinzento.
 
  
Depois de tudo isto, homem branco, você ainda tem a lata de me chamar homem
de cor!...
 
 

Recebi este comentário que passo;

dado desconhecer o autor da CARTA DE UM ESCRITOR AFRICANO

 

Comentário:
Nada a questionar em relação ao significado do texto, mas o mesmo tem um autor, chama-se Lamont Humphrey e é a letra de um tema you call me colored(Fucking nerve). Cumps RS

publicado por Fernando Ramos às 20:15

Nada a questionar em relação ao significado do texto, mas o mesmo tem um autor, chama-se Lamont Humphrey e é a letra de um tema you call me colored(Fucking nerve).
Cumps
RS
Ricardo Santos a 5 de Setembro de 2015 às 21:26

Visitas
(desde 14.7.2012)
Setembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


favoritos

CHIA BENEFICIOS

pesquisar
 
blogs SAPO