MAROCAS

Abril 06 2014

Um tipo está preso na esquadra, todo partido...
O advogado comparece para libertá-lo, e pergunta o que havia acontecido.
O cliente começa a explicar:

 

 - Bem, eu estava a passar na rua e de repente, vi um monte de gente a correr.
Estavam a ajudar uma prostituta, que acabava de dar à luz a um lindo menino em plena rua.

Solidário, comprei um pacote de fraldas para presentear a prostituta.

Ao aproximar-me, um polícia com 2 metros de altura e 3 de largura, viu o pacote de fraldas nas minhas mãos e perguntou:

- Para onde vai isso?

 

E eu respondi:

 

- Vai pra puta... que pariu...

 

Depois disso não me lembro de mais nada, ... mas já consigo abrir um olho!

publicado por Fernando Ramos às 18:51

Abril 06 2014

 

 

Uma mulher acorda durante a noite e constata que o marido não está na cama. Veste o robe e desce para ver onde ele está.
Encontra-o na cozinha, sentado, meditativo, diante de uma taça de café.

Parece consternado, olhar fixo na chávena. Tanto mais que o vê a limpar uma lágrima.

 

- O que é que se passa, querido?

 

O marido levanta os olhos e pergunta-lhe solenemente:

 

- Lembras-te, há 20 anos, quando saímos juntos pela primeira vez ? Tu tinhas apenas 16 anos.
- Sim, lembro-me como se fosse hoje, responde ela.

 

O marido faz uma pausa. As palavras custam a sair.

 

- Lembras-te quando o teu pai nos surpreendeu enquanto fazíamos amor no banco de trás do carro?
- Sim, lembro-me perfeitamente, diz a mulher sentando-se ao seu lado.

O marido continua.

 

- Lembras-te quando ele apontou uma arma à minha cabeça dizendo: ou casas com a minha filha, ou mando-te p'ra cadeia por 20 anos?
- Lembro, lembro, responde-lhe ela docemente.

Ele limpa mais uma lágrima e diz:

 

- Hoje sairia em Liberdade !!!

publicado por Fernando Ramos às 18:41

Março 20 2014

 

 

 

- Reenvio tal como recebi. É esclarecedor

 

Convém ler e reler para ficar a saber, pois isto é uma coisa que interessa a todos.....

Vale a pena ler, isto a ser verdade (parece que sim) agora sabemos porque não chega para todos....



A INSUSTENTABILIDADE DA SEGURANÇA SOCIAL


A Segurança Social nasceu da Fusão (Nacionalização) de praticamente todas as Caixas de Previdência existentes, feita pelos Governos Comunistas e Socialistas, depois do 25 de Abril de 1974.

 


As Contribuições que entravam nessas Caixas eram das Empresas Privadas (23,75%) e dos seus Empregados (11%).


O Estado nunca lá pôs 1 centavo.


Nacionalizando aquilo que aos Privados pertencia, o Estado apropriou-se do que não era seu.


Com o muito, mas muito dinheiro que lá existia, o Estado passou a ser "mãos largas"!

Começou por atribuir Pensões a todos os Não Contributivos (Domésticas, Agrícolas e Pescadores).

Ao longo do tempo foi distribuindo Subsídios para tudo e para todos.


Como se tal não bastasse, o 1º Governo de Guterres (1995/99) criou ainda outro subsídio (Rendimento Mínimo Garantido) em 1997, hoje chamado RSI.


E tudo isto, apenas e só, à custa dos Fundos existentes nas ex-Caixas de Previdência dos Privados.



Os Governos não criaram Rubricas específicas nos Orçamentos de Estado,para contemplar estas necessidades.


Optaram isso sim, pelo "assalto" àqueles Fundos.

 

Cabe aqui recordar que os Governos do Prof. Salazar, também a esses Fundos várias vezes recorreram.
Só que de outra forma: pedia emprestado e sempre pagou. É a diferença entre o ditador e os democratas?


Em 1996/97 o 1º Governo Guterres nomeou uma Comissão, com vários especialistas, entre os quais os Profs. Correia de Campos e

Boaventura de Sousa Santos, que em 1998, publicam o "Livro Branco da Segurança Social".


Uma das conclusões, que para este efeito importa salientar, diz respeito ao Montante que o Estado já devia à Segurança Social,ex-Caixas de Previdência, dos Privados, pelos "saques" que foi fazendo desde 1975.

 

Pois esse montante apurado até 31/Dezembro de 1996 era já de 7.300 Milhões de Contos, na moeda de hoje, cerca de 36.500 Milhões ?.


De 1996 até hoje, os Governos continuaram a "sacar" e dar benesses a quem nunca para lá tinha contribuído, e tudo à custa dos Privados.


Faltará criar agora outra Comissão para elaborar o "Livro NEGRO da Segurança Social", para, de entre outras rubricas, se apurar também o montante actualizado, depois dos "saques" que continuaram de 1997 até hoje.


Mais, desde 2005 o próprio Estado admite Funcionários que descontam 11% para a Segurança Social e não para a CGA e ADSE.


Então e o Estado desconta, como qualquer Empresa Privada 23,75% para a SS?


Claro que não!...



Outra questão se pode colocar ainda.

Se desde 2005, os Funcionários que o Estado admite, descontam para a Segurança Social, como e até quando irá sobreviver a CGA e a ADSE?


Há poucos meses, um conhecido Economista, estimou que tal valor, incluindo juros nunca pagos pelo Estado, rondaria os 70.000 Milhões?!


Ou seja, pouco menos, do que o Empréstimo da Troika!...


Ainda há dias falando com um Advogado amigo, em Lisboa, ele me dizia que isto vai parar ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem.

Há já um grupo de Juristas a movimentar-se nesse sentido.

A síntese que fiz, é para que os mais Jovens, que estão já a ser os mais penalizados com o desemprego, fiquem a saber o que se fez e

faz também dos seus descontos e o quanto irão ser também prejudicados, quando chegar a altura de se reformarem!...


Falta falar da CGA dos funcionários públicos, assaltada por políticos sem escrúpulos que dela mamam reformas chorudas sem terem

descontado e sem que o estado tenha reposto os fundos do saque dos últimos 20 anos.

Quem pretender fazer um estudo mais técnico e completo, poderá recorrer ao Google e ao INE.



SEM COMENTÁRIOS...mas com muita revolta....

 

 

 

 

RECEBI E CÁ ESTOU A REENVIAR !!!


Sabem que, na bancarrota do final do Século XIX que se seguiu ao ultimato Inglês de 1890, foram tomadas algumas medidas de redução das despesas que ainda não vi, nesta conjuntura, e que passo a citar:


A Casa Real reduziu as suas despesas em 20%; não vi a Presidência da República fazer algo de semelhante.


Os Deputados ficaram sem vencimentos e tinham apenas direito a utilizar gratuitamente os transportes públicos do Estado (na época comboios e navios); também não vi ainda nada de semelhante na actual conjuntura nem nas anteriores do Século XX.


SEM COMENTÁRIOS.


ACORDA POVO, PORQUE A NAÇÃO DE TI PRECISA... TEU GRITO SERÁ A TUA ARMA...

Aqui vai a razão pela qual os países do norte da Europa estão a ficar cansados de subsidiar os países do Sul.


Governo Português:


3 Governos (continente e ilhas)


333 deputados (continente e ilhas)


308 câmaras


4259 freguesias


1770 vereadores


30.000 carros


40.000(?) fundações e associações


500 assessores em Belém


1284 serviços e institutos públicos


Para a Assembleia da República Portuguesa ter um número de deputados "per capita" equivalentes à Alemanha, teria de reduzir o seu número em mais de 50%

O POVO PORTUGUÊS NÃO TEM CAPACIDADE PARA CRIAR RIQUEZA SUFICIENTE, PARA ALIMENTAR ESTA CORJA DE GATUNOS!

É POR ESTAS E POR OUTRAS QUE PORTUGAL É O PAÍS DA EUROPA EM QUE SIMULTÂNEAMENTE SE VERIFICAM OS SALÁRIOS MAIS ALTOS A NÍVEL DE GESTORES/ADMINISTRADORES E O SALÁRIO MÍNIMO MAIS BAIXO PARA OS HABITUAIS ESCRAVIZADOS. ISTO É ABOMINÁVEL!

ACORDA, POVO! ESTAS, SIM, É QUE SÃO AS GORDURAS QUE TÊM DE SER ELIMINADAS E NÃO AS QUE O GOVERNO FALA.



Faz o que te compete: divulga. Mas, como sempre, deve apagar os endereços dos remetentes. Os nossos contactos são os nossoscontactos.

 

 

 

 

 

 



 

 


 

 

 

 


 

                           

 

 

Imagem removida pelo remetente.

 


 

 

 

 


 

                           

 

 

Imagem removida pelo remetente.

 



 

 
 


----- Fim de mensagem reenviada -----

 

Fernando Ramos

 

image001.jpg
Clique aqui para ResponderResponder a todos ou Encaminhar
Porquê este anúncio?Anúncios –
Compre Obrigações do Tesouro Nacionais/Estrangeiras. Saiba Mais!
Mais
Fotografia do perfil de Fernando Ramos
Fernando Ramos
Amigos
Mostrar detalhes
publicado por Fernando Ramos às 17:49

Março 07 2014

 

O PAÍS DO PSD NÃO PRECISA DE PESSOAS

O “país” de que fala Luís Montenegro não é o nosso país. O “país” de que fala Luís Montenegro não é Portugal.

"A vida das pessoas não está melhor, mas a vida do país está muito melhor." A frase, de Luís Montenegro, o risonho líder parlamentar do PSD, merece entrada em qualquer colectânea de citações políticas e mesmo nos manuais de história contemporânea. Não pela profundidade do pensamento, como nos melhores casos, mas pela clareza da ideia que expõe, que no caso vertente resulta de uma mistura de simplicidade e de desfaçatez.

A primeira parte da tirada ("A vida das pessoas não está melhor”) não levanta dúvidas a ninguém e merece a concordância de todos. 

Há menos emprego que quando este Governo tomou posse, há mais desemprego, há mais desempregados sem apoios sociais, há mais pobreza, há mais sem-abrigo, há mais fome, há mais desespero, há mais jovens sem dinheiro para estudar, há mais portugueses a emigrar por falta de perspectivas, há mais jovens qualificados a emigrar, há mais medo, há menos liberdade, há menos apoios sociais, há menos acesso à saúde, há menos formação, há menos escolas, há menos serviços no interior, há maior conflitualidade, há menos confiança nas pessoas e nas instituições, etc. A lista exaustiva é impossível de tão longa e, por trás de cada estatística, escondem-se milhares de tragédias pessoais, de histórias que não deviam existir num país desenvolvido no século XXI.

O que é de mais difícil compreensão é aquele “a vida do país está muito melhor". É difícil porque é preciso um enorme esforço conceptual para separar este “país” que está “muito melhor” das “pessoas” que “não estão melhor”.

Que país é este de que fala Montenegro? Que entidade é esta que está tão longe e tão separada das pessoas que é possível que uma esteja muito melhor e as outras muito pior?

Existem muitas definições de estado (suponho que é do estado que fala Montenegro) mas praticamente todas elas consideram uma comunidade organizada politicamente, com um governo e um território. Que país é então este que está bem quando as suas pessoas estão mal? Que componente do país é que está melhor? Será que Montenegro fala do território? Não parece ser. 

Referir-se-á Luís Montenegro ao Governo? Será o Governo a parte do país que está “muito melhor”? É inegável que o executivo ganhou um novo vigor e que conseguiu construir um discurso positivo em torno da ideia de “fim do programa de ajustamento” que, por vácuo que seja, parece ter convencido alguns incautos e paralisado ainda mais o PS. Mas mesmo Luís Montenegro sabe que seria excessivo identificar Governo e país. Este país que está “muito melhor” parece ser algo mais amplo que a comissão liquidatária a que chamamos governo.

Mas então que país é este que está “muito melhor” e que não são as pessoas?

É simples: o “país” de que fala Luís Montenegro não é o nosso país. O “país” de que fala Luís Montenegro não é Portugal. O “país” de que fala Luís Montenegro é, simplesmente, o capital.

O que Luís Montenegro quis dizer foi que "A vida dos trabalhadores não está melhor, mas a vida do capital está muito melhor". Basta substituir estas poucas palavras para tudo bater certo. A vida dos dirigentes do PSD está muito melhor (basta ver como se congratulavam todos no último congresso). 

A vida dos dirigentes do CDS está muito melhor. A vida dos banqueiros está muito melhor. A vida dos grandes empresários está muito melhor. A vida dos multimilionários está muito melhor. A vida dos advogados que trabalham para o capital está muito melhor. A vida dos empresários que baixam salários e despedem trabalhadores com o pretexto da crise está muito melhor. A vida dos empresários sem escrúpulos está muito melhor. A vida dos empresários que vivem à conta das PPP está muito melhor. 

A vida dos corruptos que nunca são condenados está muito melhor. A vida dos que têm as empresas registadas na Holanda e o dinheiro nas ilhas Caimão está muito melhor. A vida dos empresários da saúde que vêem as suas clínicas aumentar a facturação à custa da destruição do Serviço Nacional de Saúde está muito melhor. 

A vida dos empresários da educação que vêem as suas escolas aumentar a facturação à custa da destruição da escola pública e dos subsídios do estado está muito melhor. E depois, à volta destes, há um segundo anel de empresários de serviços de luxo, de serviços “diferenciados” e “exclusivos”, que servem os primeiros, cuja vida está também muito melhor.

O que Luís Montenegro quis dizer foi que "A vida do povo não está melhor, mas a vida da oligarquia que manda no país está muito melhor". Foi por isso que se congratulou. Porque ele faz parte dela. Que isso constitua uma traição às promessas do PSD, à social-democracia que voltou a ter direito de menção no último congresso, ao interesse nacional, ao povo que o elegeu é algo que não preocupa Montenegro ou o PSD. 

Como diz com honestidade o multimilionário Warren Buffett, “há de facto uma luta de classes e a minha classe está a ganhar”. A diferença é que Buffett tem uma certa vergonha. E Montenegro não tem vergonha nenhuma.

por José Vítor Malheiros 
em http://www.publico.pt/

publicado por Fernando Ramos às 18:43

Março 06 2014

 

REFORMADO RECEBE 50 MIL EUROS/MÊS, POR ACUMULAR 13 TIPOS DE PENSÕES?
Posted: 05 Mar 2014 03:32 AM PST

PERGUNTA A PPC - TEMOS 1 MILHÃO DE DESEMPREGADOS, MAIS DE 300 MIL 
PESSOAS SEM QUALQUER TIPO DE APOIO SOCIAL, NO ENTANTO O NUMERO DE
MILIONÁRIOS AUMENTOU... O QUE VAI FAZER??? 

Portugal é o país europeu com mais rendimento, concentrado nos mais ricos.
Em 2011, os 10% mais ricos reuniam 27,3% do rendimento global das famílias portuguesas num ano.
Na prática, um décimo das famílias portuguesas concentra 27,3% do rendimento global amealhado por todas durante um ano. A percentagem tem vindo a aumentar e era, em 2011, últimos dados disponíveis, a mais elevada da União Europeia, ficando fica 3,4 pontos percentuais acima da média comunitária. fonte
Américo Amorim e Belmiro de Azevedo sobem na lista dos mais ricos do mundo- Américo Amorim sobe 49 lugares no rank da Forbes e Belmiro de Azevedo sobe 337 posições. Crise? Ou roubo?fonte

Cerca de 80% dos pensionistas vivem com uma prestação de 364 euros por mês, mas há 56 REFORMADOS QUE GANHAM MAIS DE 16 MIL EUROS.
Estamos a falar de uma pensão anual, acima dos 150 mil euros, segundo os números ontem revelados pelo Governo. No fim da tabela estão quase 2 milhões de pensionistas que têm uma pensão mensal de 364 euros. São informações que se conhecem no mesmo dia em que o Executivo discute com a troika cortes nas reformas.
Os dados publicados permitem perceber o universo de pensões douradas, tanto no Estado como na Segurança Social.
Há 7582 portugueses com uma pensão média de 5.410€ ou superior, até aos 16.000€.
Só com pensões perto dos dez mil euros são três centenas de reformados.
Os 56 pensionistas que recebem em média 16 785 euros custam anualmente aos cofres públicos – seja via Caixa Geral de Aposentações, seja via Segurança Social - 11 milhões de euros.
As pensões acima dos 5.000€, nem chegam a 1% do universo de reformados portugueses mas custam 548 milhões de euros por ano ao erário público.
No total, a despesa com pensões de velhice atinge os 19.240 milhões de euros, o que cobre 2,4 milhões de reformados.
Entre os pensionistas mais ricos do País estão os banqueiros e antigos administradores de empresas de topo, públicas e privadas.
Como o CM já revelou, só Jardim Gonçalves, que liderou o BCP, tem um acordo de reforma que garante uma prestação de 165 mil euros por mês, paga através de um fundo de investimento. O CM sabe ainda que há, pelo menos, um reformado em Portugal que recebe 50 mil euros mensais por acumular 13 tipos de pensões diferentes.

 

 

 

publicado por Fernando Ramos às 17:22

Março 04 2014

A VERDADE DESPORTIVA

Muitos anti-Benfica tentam denegrir o mérito do Benfica ao criar a ideia de que o Benfica é sempre beneficiado.

Vejamos os "casos" do campeonato:

1ª Jornada - Marítimo x Benfica
Não foi assinalada uma grande penalidade contra o Marítimo, por derrube a Lima nos instantes finais da partida. 
O Benfica perdeu o jogo, poderia no mínimo empatar. -1 ponto!

3ª Jornada Sporting x Benfica
Não foi assinalada uma grande penalidade contra o Sporting, por "agarrão" de Maurício a Cardozo. O golo do Sporting, foi em fora de jogo de Montero. 
O Benfica empatou, poderia ter ganho. -2 pontos!

5ª Jornada V. Guimarães x Benfica
Não foi assinalada uma grande penalidade por derrube de Paulo Oliveira a Lima, quando o resultado ainda se encontrava empatado a zero.
O Benfica ganhou por 1 a 0, apesar do erro, conseguiu os 3 pontos.

6ª Jornada Benfica x Belenenses
Não foi assinalada uma grande penalidade contra o Belenenses por "agarrão" por parte de 2 defesas do Belenenses a Cardozo. O 2º golo do Belenenses é em claríssimo fora de jogo.
O Benfica empatou, poderia ter ganho. -2 pontos!

11ª Jornada Rio Ave x Benfica
Não foi assinalada grande penalidade contra o Rio Ave, por corte com a mão de Tarantini.
O Benfica ganhou por 3 a 1, acabando por conquistar os 3 pontos.
O segundo golo do Benfica foi marcado em fora de jogo de Lima, golo esse que em nada influenciou o resultado, pois o Benfica já vencia por uma bola a zero. 

12ª Jornada Benfica x Arouca
Não foi assinalada uma grande penalidade contra o Arouca por corte com a mão de Bruno Amaro, quando o resultado ainda se encontrava empatado a zero.
O Benfica empatou, poderia ter ganho. -2 pontos!

14ª Jornada Setúbal x Benfica
Não foi assinalada uma grande penalidade por agarrão (gravata) de um defesa Setubalense ao Luisão.
O Benfica ganhou por 2 a 0, apesar do erro, conseguiu os 3 pontos.

15ª Jornada Benfica x Porto
Não foi assinalada uma grande penalidade contra o Porto por corte com a mão de Mangala (handebol), quando o resultado se encontrava 1 a 0.
O Benfica venceu por 2 a 0, não obstante o erro.

16ª Jornada Benfica x Marítimo
Não foi assinalada uma grande penalidade contra o Marítimo por derrube de um defesa Maritimista a Marcovic.
O Benfica venceu por 2 a 0 apesar do erro.
O segundo golo do Benfica foi marcado em fora de jogo de Rodrigo, golo esse que em nada influenciou o resultado, pois o Benfica já vencia por uma bola a zero. 

Conclusão até a 20ª jornada: 9 penáltis não assinalados a favor do Benfica e 2 golos sofridos em fora de jogo. Menos 7 pontos! 
O Benfica marcou 2 golos em fora de jogo, que em nada influenciaram o resultado, uma vez que já se encontrava a ganhar, não necessitando desses golos para vencer as ditas partidas.

Apenas à 21ª Jornada o Benfica beneficiou de um erro de arbitragem que influenciou o resultado, ao anular mal o golo ao Belenenses por pretenso fora de jogo.

Lanço o repto aos antis, que me digam se houve outro caso para o campeonato em que o Benfica tenha sido beneficiado, sem contar com os 2 golos marcados em fora de jogo (Rio Ave e Marítimo) e o golo mal anulado ao Belenenses!
publicado por Fernando Ramos às 15:04

Março 03 2014

publicado por Fernando Ramos às 17:02

Março 02 2014

publicado por Fernando Ramos às 16:05

Novembro 07 2013

 

Enorme rampa de lançamento de barcos do séc. XVI foi descoberta debaixo da Praça D. Luís, juntamente com vestígios de estruturas de séculos posteriores.

 

Os arqueólogos encontraram uma enorme rampa de lançamento de barcos do séc. XVI junto ao mercado da Ribeira, em Lisboa. Feita com troncos de madeira sobrepostos, a estrutura ocupa 300 metros quadrados e data de uma época em que a cidade sofria os efeitos de sucessivos surtos de peste e epidemias, graças aos contactos com outras gentes proporcionados pelos Descobrimentos.

 

Para continuar a trazer de além-mar o ouro, a pimenta e o marfim que lhe permitiam pagar as contas, o reino investia na construção naval, e a zona ribeirinha da cidade foi designada como espaço privilegiado de estaleiros. Os relatos da altura dão conta de uma cidade cheia de escravos vindos de além-mar, mas também de mendigos fugidos do resto do país para escapar à fome.

 

Os arqueólogos nem queriam acreditar na sua sorte quando depararam com a rampa enterrada no lodo debaixo da Praça D. Luís, a seis metros de profundidade, e muito provavelmente associada a um estaleiro naval que ali deverá ter existido. "É impressionante: é muito difícil encontrar estruturas de madeira em tão bom estado", explica uma das responsáveis da escavação, Marta Macedo, da empresa de arqueologia Era.
No Instituto Português do Património Arquitectónico e Arqueológico o achado também tem sido motivo de conversa, até porque os técnicos desta entidade foram chamados a acompanhar os trabalhos, que estão a ser feitos no âmbito da construção de um parque de estacionamento subterrâneo. A subdirectora do instituto, Catarina de Sousa, diz que esta e outras estruturas encontradas são, apesar de muito interessantes, perecíveis, pelo que a sua conservação e musealização na Praça D. Luís é "praticamente inviável". Como a escavação ainda não terminou, os arqueólogos acalentam a esperança de ainda serem brindados, em níveis mais profundos, com algum barco submerso no lodo, como já sucedeu ali perto, tanto no Cais do Sodré como no Largo do Corpo Santo e na Praça do Município. "É possível isso acontecer", admite Catarina de Sousa.
Musealização em estudo.

 

No séc. XVI toda a zona entre o mercado da Ribeira e Santos era de praias fluviais. Mas não era para lazer que serviam os areais banhados pelo Tejo. Na História de Portugal coordenada por José Mattoso, Romero Magalhães conta como, poucos anos após a primeira viagem de Vasco da Gama à India, "a zona ribeirinha da cidade é devassada pelos empreendimentos do monarca [D. Manuel I] e dos grandes armadores".
Depressa surgem conflitos com a Câmara de Lisboa, ao ponto de o rei ter, em 1515, retirado ao município a liberdade de dispor das áreas ribeirinhas para outros fins que não os relacionados com o apetrecho e reparação das naus, descreve o mesmo autor. São as chamadas tercenas, locais dedicados à função naval e representados em vários mapas da época. Mais tarde a mesma designação passa a abranger também o lugar onde se produziam e acondicionavam materiais de artilharia.

 

O espólio encontrado pelos arqueólogos inclui uma bala de canhão, um pequeno cachimbo, um pião, sapatos ainda com salto - na altura os homens também os usavam -, restos de cerâmica e uma âncora com cerca de quatro metros de comprimento, além de cordame de barco. Também há uma casca de coco perfeitamente conservada, vinda certamente de paragens exóticas para as quais os portugueses navegavam.
Um relatório preliminar dos trabalhos arqueológicos em curso explica como a zona da freguesia de S. Paulo se transformou de um aglomerado de pescadores, fora dos limites da cidade de Lisboa, num espaço importante para a diáspora: "A expansão ultramarina contribuiu para uma reestruturação do espaço urbano de Lisboa, que se organiza desde então a partir de um novo centro: a Ribeira". Em redor do Paço Real reúnem-se os edifícios administrativos. "É na zona ocidental da Ribeira que a partir das doações de D. Manuel se irão instalar os grandes mercadores e a nobreza ligada aos altos funcionários de Estado, que irão auxiliar o rei (...) na expansão ultramarina e na centralização do poder", pode ler-se no mesmo relatório. A escavação detectou ainda restos de outras estruturas mais recentes. É o caso de uma escadaria e de um paredão do Forte de S. Paulo, um baluarte da artilharia costeira construído no âmbito das lutas da Restauração, no séc. XVII. E também do vestígios do cais da Casa da Moeda, local onde se cunhava o metal usado nas transacções. Por fim, foram descobertas fornalhas da Fundição do Arsenal Real, uma unidade industrial da segunda metade do séc. XIX.

 

"Esta escavação vai permitir conhecer três séculos de história portuária", sublinha outro responsável pela escavação, Alexandre Sarrazola. Embora esteja ciente de que a maioria dos vestígios terá ser destruída depois de devidamente registada em fotografia e desenho, o arqueólogo diz que algumas das peças encontradas poderão vir a ser salvaguardadas e mesmo integradas no projecto do estacionamento, como já sucedeu com os vestígios do parque de estacionamento subterrâneo do Largo do Camões - ou então transportadas para um museu.
"Face ao desconhecimento do que ainda pode vir a ser encontrado por baixo da estrutura de madeira do séc. XVI está tudo em aberto", salienta, acrescentando que a decisão final caberá ao Instituto do Património Arquitectónico e Arqueológico.
 
  

publicado por Fernando Ramos às 01:15

Outubro 20 2013

publicado por Fernando Ramos às 19:31

Outubro 10 2013

publicado por Fernando Ramos às 16:43

Setembro 19 2013


domingo, 19 de maio de 2013

Pinto da Costa criou um "monstro"

O presidente Pinto da Costa há 31 anos no poder e outros tantos a conspurcar o futebol nacional criou um monstro.

 A nivel desportivo a monstruosidade do clube é por demais associada a factos menos claros, sendo mais correcto é associado a corrupção e se dúvidas existem, o Youtube e a net dissipam quaisquer dúvidas que continuam a povoar a cabeça de juízes ou mesmo do governo que por medo, intimidação ou corrupção teimam em não intervir, mas não só os sucessivos governos se calam como as oposições de qualquer partido ficam de bico calado, não ouvimos por parte de nenhuma bancada partidária a exigência de justiça ou prisão para Pinto da Costa e seus "partners in crime", antes pelo contrário homenageiam e condecoram-no, tudo muito à maneira portuguesa, em qualquer outro país estaria na cadeia há muito.

O "monstro" criado nada mais passa que uma associação entre polícias das esquadras do Porto e os gangues da Ribeira/Superdragões, os criminosos mais perigosos da cidade, além de protegerem Pinto da Costa ainda intimidam, não só pela Ribeira ou cidade do Porto como por todo o país, a casa do presidente do Paços de Ferreira Carlos Barbosa assaltada, a casa de Luis Filipe Vieira assaltada a Federação Portuguesa de Futebol assaltada (disseram existir provas filmadas e não só dos criminosos e agora este estranho silêncio).

Pinto da Costa chamou para perto de si, alguém que por fora lhe garantísse vitórias dentro das quatro linhas,  com ameaças, pressões, agressões e não só a agentes do futebol, o "fino" tratamento também foi dado a jornalistas, empresários, advogados e até a políticos...

Só que Pinto da Costa  perdeu o controle, o FC Porto tinha os gangues da Ribeira, agora são os gangues da Ribeira que têm o FC do Porto, um resultado mais negativo do FC do Porto, num jogo decisivo como o de hoje em Paços de Ferreira, podem levar à morte na praia, literalmente... o risco é enorme, Vitor Pereira e sua familia podem sair muito maltratados de um possivel resultado negativo e nem o seu palavreado sem "açaime" anti-Benfica o poderá safar, ou ganha... ou foge e de preferência para fora do país, apesar dos contactos avançados pelo Sporting para a sua contratação a resposta será sempre um NÃO... o medo impera e mesmo Pinto da Costa que criou o monsto não estará a salvo... portanto hoje só existe um possivel resultado ou a vitória do FC do Porto que tem que ser garantida a todo o custo ou um resultado negativo e a direcção e equipa técnica a terem que sair escondidinhos pelas traseiras e Vitor Pereira e a sua família fazerem as malas com urgência para fora do país...
CORREIO DA MANHA
publicado por Fernando Ramos às 19:51

Setembro 06 2013

publicado por Fernando Ramos às 18:02

Agosto 28 2013

 

História da palavra CARALH*

 

O que significa a palavra “CARALH*”?
Segundo a Academia Portuguesa de Letras, “CARALH*” é a palavra com que se denominava a pequena cesta que se encontrava no alto dos mastros das caravelas, de onde os vigias perscrutavam o horizonte em busca de sinais de terra.

 

O CARALH*, dada a sua situação numa área de muita instabilidade (no alto do mastro) era onde se manifestava com maior intensidade o rolamento ou movimento lateral de um barco.

 

Também era considerado um lugar de “castigo” para aqueles marinheiros que cometiam alguma infração a bordo.

 

O castigado era enviado para cumprir horas e até dias inteiros no CARALH* e quando descia ficava tão enjoado que se mantinha tranquilo por um bom par de dias. Daí surgiu a expressão:
“MANDAR P’RÓ CARALH*”

 

Hoje em dia,CARALH* é a palavra que define toda a gama de sentimentos humanos e todos os estados de ânimo.
Ao apreciarmos algo de nosso agrado, costumamos dizer:
“ISTO É BOM COM’Ó CARALH*”

 

Se alguém fala conosco e não entendemos, perguntamos:
Mas que CARALH* é que estás a dizer?

Se nos aborrecemos com alguém ou algo, mandamo-lo p’ró CARALH*.

Se algo não nos interessa dizemos: NÃO QUERO SABER NEM PELO CARALH*.

Se, pelo contrário, algo chama a nossa atenção, então dizemos:
ISSO INTERESSA-ME COM’Ó CARALH*.

 

Também são comuns as expressões: Essa mulher é boa com’ó CARALH* (definindo a beleza);

Essa gaja é feia com’ó CARALH*(definindo a feiura);

Esse filme é velho com’ó CARALH* (definindo a idade);

Essa mulher mora longe com’ó CARALH* (definindo a distancia);

Enfim, não há nada que não se possa definir, explicar ou enfatizar sem juntar um “CARALH*”.

Se a forma de proceder de uma pessoa nos causa admiração dizemos:
“ESTE TIPO É DO CARALH*”

Se um comerciante está deprimido pela situação do seu negócio, exclama: “ESTAMOS A IR P’RÓ CARALH*”.
Se encontramos um amigo que há muito não víamos, dizemos:
PORRA, POR ONDE CARALH* É QUE TENS ANDADO?

É por isso que lhe envio este cumprimento do CARALH* e espero que o seu conteúdo lhe agrade com’ó CARALH*, desejando que as suas metas e objetivos se cumpram, e que a sua vida, agora e sempre, seja boa com’ó CARALH*
A partir deste momento poderemos dizer “CARALH*”, ou mandar alguém p’ró “CARALH*” com um pouco mais de cultura e autoridade académica …

publicado por Fernando Ramos às 20:11

Agosto 25 2013

publicado por Fernando Ramos às 20:27

Agosto 07 2013

O Tri ladrão do corrupto do Porto

Farto de aturar gente que faz do novo desporto nacional gozar com o Benfica e com este final de temporada. Estou numa de recordar este tricampeonato do clube do norte, peço para me ajudarem se me tiver esquecido de alguma coisa:
2010/11
É o mais distante mas lembro-me bem de que nos primeiros 4 jogos do FC Porto fora de casa ficou 1 penalty por jogo por marcar para a equipa visitada, com o jogo em 0-0 ou 0-1 para o FCP. André Villas Boas ganhou uma distância pontual inalcançável...
1ª Jornada
Naval - FC Porto, penalty por marcar logo na 1ª parte de Álvaro Pereira.
3ª Jornada
Rio Ave - Fc Porto
Penalty por assinalar contra o FC Porto ao minuto 39, por falta cometida por Álvaro Pereira, com o resultado em 0-1.
5ª Jornada
O Nacional - FC Porto arbitrado por Bruno Paixão culmina na vitória portista. Bruno Paixão perdoa um penálti claro ao FC Porto por mão na bola de Rolando.
7ª Jornada
Com o jogo empatado 1-1, em Guimarães um defesa do FC Porto agarra escandalosamente Edgar dentro da área... Xistra manda seguir.
Também no princípio da temporada o SLB vai a Guimarães e Olegário não marca 2 penalties claros ao Benfica e não deixa Saviola seguir isolado para a baliza por fora de jogo claramente inexistente. O SLB perde esse jogo.

Para além disso, na meia final da Taça de Portugal no Estádio da Luz, Hulk marcou um dos golos em fora de jogo. O FC Porto eliminou o SLB por 3-1 mas o 2-1 não chegava.
2011/12
A coisa descambou depois do célebre discurso do treinador do FC Porto dizendo que podiam encomendar as faixas.
O campeonato Maicon! Decidido aos 86' com um golo em escandaloso fora de jogo em pleno Estádio da Luz.
Antes disso, na jornada anterior, 2 penalties por marcar em Coimbra tiraram a vantagem pontual ao Benfica.

É também o campeonato dos abraços entre Proença e funcionários do FCP no jogo do título.
2012/13
O campeonato em que o FC Porto só sofreu um penalty em toda a competição, num jogo em que estava a vencer por 3-0, e em que por várias vezes foi permitido à equipa de Vítor Pereira jogar com 2 GR.

Já na etapa final da temporada, depois da conversa do sujinho, sujinho, o Estoril empata na Luz 1-1 com um golo fora de jogo e na última jornada, com o título em jogo, James atira-se para a piscina e o FC Porto ganha um penalty ridículo e uma expulsão muito duvidosa.
publicado por Fernando Ramos às 18:17

Agosto 06 2013

O TAL SISTEMA

 

"Interessante o que revela na sua página no Facebook o jornalista Marinho Neves, autor do polémico livro «Golpe de Estádio» que pôs a nu os podres do futebol português e colaborador do programa da SIC, «Donos da Bola», que tinha como moderador, David Borges e, onde, semanalmente, esses podres do «desporto rei» eram transpostos para o canal de Pito Balsemão com grande impacto. 
Sendo líder audiências. estranhou-se, por isso, que tenha desaparecido do ar…os motivos são apontados por Marinho Neves, que levanta a «lebre» de se ter tratado de uma estranha forma de censura imposta do exterior…censura que, decorridos os anos, ganhou agora novos contornos na exposição comemorativa dos 20 anos da SIC. 
Leia-se o que escreve Marinho Neves: 
«Estão a ser comemorados os 20 anos da SIC. Balsemão inaugurou hoje uma exposição com os arquivos que mais marcaram esta estação.
Em 1992 entrei para a SIC para ajudar a fazer o programa “Donos da Bola” e lá trabalhei até ao seu último programa, em 1999, precisamente na noite em que eu estava reunido com dois inspectores da PJ a quem iam ser entregues provas para prenderem alguns dos maiores corruptos do nosso futebol. 
Margarida Marante pressionou o seu ex-marido, Rangel, para acabar com o programa naquele dia. Eram 3 horas da manhã quando isso aconteceu e anunciado na TSF. Quem nos ia entregar as provas recuou. Desconfiado. 
“Os Donos da Bola” foi um dos programas da SIC que bateu todos os recordes “share”. Mas incomodou tanto, que nesta exposição, assim como noutras, foi completamente ignorado. Este País é mesmo assim: Quem tem a coragem de publicar a verdade é ostracizado. Mas nós continuamos por cá». Retirado DAQUI
Os mais novos não sabem o que é jornalismo desportivo. Apenas lêem focas amestradas ou amordaçadas. Este programa, Os Donos da Bola, foi um programa fracturante. Tinha a coordenação de Jorge Schnitzer. Abaixo transcrevo uma entrevista de J.S. retirada DAQUI.
"Entrevista de Jorge Schnitzer ao Semanário, respondendo a título pessoal sobre os contratos entre a Olivedesportos e a RTP. Um caso flagrante de corrupção grave em claro prejuizo do erário público, através da RTP.
Pergunta. A SIC inflacionou o futebol em Portugal?
Jorge Schnitzer. A SIC quando apareceu fez 3 contratos com os 3 grandes…
P. Para as transmissões dos duelos entre eles, a preços exorbitantes.
JS. Exacto. Aí pagámos de facto mais do que os jogos valiam, porque a SIC tinha uma verba para promoção inicial e aquilo fazia parte do arranque. Porque quando começaram as televisões privadas as pessoas tinham os ecrans sintonizados para a RTP e não faziam ideia nenhuma de como se lá ia mexer nos botões para se apanhar a nova estação. Uma gigantesca através do futebol ajudava.
P. Aí entra a Olivedesportos.
JS. Eles aproveitaram a onda com a ameaça de que a SIC punha em causa a hegemonia da RTP no futebol…
P. Mérito de Joaquim Oliveira.
JS. O sr. JO foi esperto, acertando a compra dos jogos à Liga para posterior venda à RTP, com o apoio de Adriano Cerqueira que, segundo o “Independente” teve uma reunião com a Olivedesportos antes da entrega da proposta da RTP que já se sabia ser inferior à da Olivedesportos.
P. Mas, entretanto, a Liga abriu o concurso para os direitos de transmissão e dos resumos dos jogos…
JS. E a SIC ofereceu 50 mil contos (250 mil euros) que foi o que achou que aquilo merecia.
P. Quanto é que ofereceu a RTP?
JS. Um milhão e oitocentos mil contos (9 M€).
P. E a Olivedesportos?
JS. Um milhão e novecentos e oitenta mil contos (9,9M€). 
P. Porquê este desfasamento?
JS. Ora, entre 50 e 1 milhão e oitocentos mil contos a RTP podia ter ficado com o contrato por 51 mil contos. Ainda por cima depois de a PJ ter feito aquela busca a casa do JO, onde descobriu – ele tinha a porposta da SIC em seu poder – o que mostra que a Olivedesportos tinha conhecimento da proposta para ganhar o concurso. 
P. Há má fé da RTP?
JS. A RTP deu menos que o Oliveira permitindo que a Olivedesportos, que não é uma estação emissora, entrasse no concurso. Só se o JO pusesse umas antenas na testa é que podia entrar nesse concurso, pois a RTP dizia, “Você ganhou? Parabéns, então emita!” Devia ter havido um concurso apenas para intermediários e não misturar tudo neste “caldinho” que deu os resultados que deu. 
P. A RTP é que permitiu estes valores?
JS. Claro, senão eles ficavam com o jogos no bolso e perdiam quase 2 milhões de contos. 
P. Mas a RTP comprou…
JS. A RTP em vez de se retirar do concurso, obrigando a Liga a vender pelo preço que quisesse, faz aquela jogada estranhíssima que a obrigou a pagar, então, 3 milhões de contos (15M€). 
P. Também entram os negócios da publicidade estática.
JS. A Olivedesportos é que escolhia os jogos para serem transmitidos, pois como se sabe, se um jogo dava na TV o valor dos anúncios nos campos custa mais 300% (4 vezes mais). 
P. Como é que a RTP concente isto?
JS. Não sei, mas na renovação do contrato a RTP pagou 4 Milhões de contos (20M€), que saem do bolso do contribuinte para a Olivedesportos. Como é que a RTP pagou tanto dinheiro quando não tem opositor no mercado? (Posição monopolístia, portanto). Porque a SIC ofereceu zero escudos, não fez qualquer proposta… 
P. Mas a SIC ainda transmitiu alguns jogos. Eram clubes for a da órbita da Olivedesportos?
JS. Não, esses clubes estavam dentro do universo do sr. JO. O contrato é o seguinte: os clubes vendem 3 jogos ao Oliveira, e os resumos, porém, os restantes podem ser comprados se nós, ou TVI, se quisermos. 
P. Está a dizer que a RTP tinha o mercado na mão e deixou-o fugir porque quis…
JS. A RTP tinha o mercado na mão mas prefere pagar ao sr. Oliveira. 
P. Voltando à publicidade…
JS. Essa é outra história muito importante. A RTP tinha uma empresa de publicidade estática, a LPE, tinha o melhor negócio de todos que era a publicidade estática do Estádio da Luz, que é o comercialmente mais valioso. Pois, a RTP acabou com a LPE… 
P. Não me diga que a Olivedesportos também tinha uma empresa do mesmo estilo?
JS. A Olivedesportos é, exactamente uma empresa desse estilo, e concorrente da LPE. Porque é que a RTP vai dar dinheiro a ganhar a uma concorrente da LPE que pertence à RTP? Repare que uma empresa pública não pode dar “luvas” por fora a ninguém. A Olivedesportos pode dar prendas a quem entender. O que é certo é que a RTP nunca defendeu a sua empresa que era a LPE. 
P. E acabou ou venderam-na?
JS. O Joe Berardo quis comprar a LPE mas como ela fazia concorrência a uma empresa da Olivedesportos, a RTP recusou-se a vendê-la, preferindo extinguir a empresa, o que é uma coisa exrtaordinária. 
P. Mas de onde vem essa relação entre a Olivedesportos e a RTP?
JS. Isso é que convinha que o sr. Procurador-Geral da República investigasse… 
P. Qual é a verdadeira força do Joaquim Oliveira?
JS. A força do homem não se sabe, o que se sabe é que há muita gente que, de repente, apareceu melhor na vida. Agora se receberam prendas isso é uma tarefa que não me compete a mim provar. 
P. E de onde vem a capacidade económica do JO?
JS. Não sei, mas uma boa ajuda terá certamente sido dada por este ruinoso contrato para o erário público celebrado com a RTP. Antes, ele não tinha um tostão. Toda a gente se lembra de, em Saltillo, ele andar de martelos e pregos, de joelhos, a espetar a publicidadezinha nas placas. Ele só começou a ter dinheiro depois deste contrato com a RTP, verdadeiramente idiota para a empresa pública. 
P. Se diz que voltará a falar com Pinto da Costa, já a JO torce o nariz…
JS. Não conheço esse senhor de lado nenhum. 
P. É Joaquim Oliveira o cancro do futebol português?
JS. Não é ele, mas a Olivedesportos será certamente. Não se justifica haver um intermediário quando a RTP pode dominar directamente o mercado. Tem de se ver para onde vai o dinheiro dos contribuintes. É caso único no mundo haver esta promuiscuidade entre um sócio da Olivedesportos (Antonio Oliveira) ter sido selecionador, ser treinador do campeão português, ser proprietário de um jornal (“O Jogo”) que impõe ao seu sócio um “black-out” desse clube para os jornais concorrentes e proprietário de uma agência de viagens (“Cosmos”) que oferece prendas a os árbitros que apitam esses jogos desse mesmo clube. 
P. Isso é tentacular…
JS. Mais do que um cancro, isto é um verdadeiro “polvo” que mina a credibilidade do futebol. 
P. A RTP Não zela pelos interesses dos contribuintes?
JS: Não zela!"


Continua o mesmo site: "Joaquim Oliveira, a BenficaTV... e os “cavalos de Troia” “benfiquistas”

A Zon Multimédia (antiga PT Multimédia) e a Controlinveste de JOliveira detêm cada 50% do capital da SportTv. Além disso a Zon Multimédia detém a principal plataforma de TV por cabo:a Zon TvCabo. JO é um dos accionista de referência da Zon Multimédia.
Quando o Benfica tentou construir a BenficaTV (BTV) apenas existia uma plataforma de abrangência nacional para distribuir o canal: a Tv Cabo! Temendo que o Benfica pudesse ser concorrente da SportTV em alguns conteúdos a Zon Multimédia ajudou a boicotar a BTV. JO quis boicotar o canal porque sentia que este projecto seria uma ameaça ao seu poder negocial ao nível dos direitos televisivos dos clubes de futebol. A BTV esteve 2 anos boicotada sem que o Benfica pudesse colocar o canal no ar, até que a PT decidiu lançar uma plataforma de distribuição de Tv.
A Clix já tinha lançado um serviço semelhante (Smarttv) mas pertencendo à Sonae não existiria grande interesse estratégico, por parte do Benfica, lançar um canal através dessa plataforma.
Devido à separação da PT e da Zon, esta começou a tentar ganhar quota de mercado na TV por subscrição. Os estudos de mercado indicavam que os clientes preferiam adquirir pacotes de serviço (Net+voz+Internet) e dessa forma era previsível que os 2 grupos empresariais entrassem em competição nesse importante mercado que vale milhares de milhões de euros, lançando novos serviços.
Tendo em conta que o Benfica tinha o seu canal bloqueado pela Zon Multimédia, e que a PT pretendia massificar uma plataforma de tv alternativa (MEO), uma eventual parceria seria excelente para ambas as partes. Não é por acaso que a direcção do Benfica tentou atribuir uma distinção a Henrique Granadeiro, antes do lançamento da BTV ser do conhecimento público. Essa distinção foi recusada num AG de uma forma baixa e cobarde, por determinados sócios com agenda própria, que implicava a tentativa de boicote da parceria entre a PT e o Benfica, agindo esse grupo em claro benefício da Zon e da ControlInveste de JO.
Esses sócios agiram como “cavalos de Troia” e infelizmente muitos sócios foram utilizados como marionetas devido a assuntos colaterais, como o facto do LFV ter sido insultado e achincalhado, apenas e só porque estava a defender os interesses do Benfica e não de determinadas empresas que tentaram prejudicar o Benfica (Zon e ControlInveste).
Acontece que o Benfica é mais forte que certos “conspiradores”, que apenas de movem nas sombras por caminhos tortuosos que nada têm a ver com o Benfica. O Grupo PT é muito maior do que a ZON, dessa forma a estratégia foi tentar tudo para destabilizar o seu parceiro e a sua direcção através de AG´s tumultuosas, orgãos de comunicação social sempre a desestabilizar, grupos de oposição em comunidades online (blogues) e manifestações públicas.
Essa desestabilização chegou mesmo ao cúmulo de no dia da realização da AG do Benfica, que aprovou a constituição da BTV, ter surgido uma notícia completamente falsa, nos jornais da ControlInveste, sobre um “caso Alcides”, que alegadamente teria levado o Benfica a descer de divisão. Mesmo com esse desesperado golpe, que foi alertado imediatamente em alguns blogues, A Zon e a ControlInveste não conseguiram que essa AG tivesse ambiente problemático, já que a “estratégia” nesssa altura já começava a ser evidente. Por outro lado, os sócios do Benfica, na sua grande maioria, reconheciam os benefícios de um Canal de TV próprio, mesmo sem saberem que já existia na altura uma parceria estratégica forte a ser forjada com a PT.
Devido à guerra mediática que envolveu os vários grupos de comunicação no caso Apito Final e UEFA o assunto BTV passou despercebido para a maioria das pessoas. No entanto o Benfica ia lançando algumas notícias sobre o seu desenvolvimento operacional. Os “cavalos de troia” até o director da BTV tentaram descredibilizar…
Até que surge o grande anúncio!! Após uma campanha massiva e cheia de notoriedade da Meo, com a ajuda dos Gato Fedorento, ficou a saber-se que a BTV iria ser lançada inicialmente e em exclusivo na Meo da PT. O Benfica conseguia aliar-se a um aliado de peso para o lançamento da sua TV e ainda por cima conseguia lançar um consórcio capaz de fazer frente a duas importantes empresas dos sectores das Telecomunicações e dos Media, a Zon e a ControlInveste CI).
A partir daí aconteceu o que já se esperava e que tanto temiam os executivos da Zon e CI, a nação benfiquista “acordou”, começou a perceber os esquemas e tentativas de boicote do passado, começou a aderir em massa à MEO e a hostilizar de forma declarada a Zon e CI como nunca antes tinha acontecido. O “Apocalipse Now” estava em andamento e os dirigentes destas empresas entraram em completo pânico com o movimento gerado na opinião pública… 
Após o anúncio de que a BTV seria lançada na MEO, surge a “bomba atómica” final: o jogo Benfica-Nápoles seria transmitido em exclusivo na BTV/Meo. Aconteceram milhares de cancelamentos da TvCabo, milhares de mails e telefonemas, milhares de ameaças de cancelamento caso a Zon não tivesse a BTV, os objectivos estratégicos da Zon ficavam definitivamente em risco de ser alcançados…O “Apocalipse Now” tornava-se realidade!! Para compreenderem melhor basta dizer que a TvCabo tinha 1,5 milhões de subscritores, a MEO em poucos meses já ultrapassava os 200 mil.
Devido à exclusividade da BTV bastava à Zon perder 10% do seu negócio (150 mil clientes) para ficar sem 75 MILHÕES de euros por ano!! Comparados com os 7,5 M€ que o Benfica recebe pela transmissão dos direitos televisivos percebe-se bem a magnitude do “furto” que aconteceu. Tendo em atenção ao cenário caótico que se via, as adições líquidas de subscritores na Zon, no 1º semestre de 2008 tinham caído 34,3% face ao mesmo período do ano anterior, com tendência para piorar. Não admira que os gestores da Zon e CI tenham reagido e tentado tudo para impedir que o “caos” se acentuasse. Poucos dias depois da “bomba atómica”, a Zon já prometia aos seus insatisfeitos clientes que teriam a BTV em breve, mentindo descaradamente, pois tinham deixado de negociar em NOVEMBRO de 2007!!
Por coincidência a SportTv festejava os seus 10 anos de existência e o “estado maior” do Glorioso foi convidado, tendo aparecido LFV, Domingos Oliveira e o Rui Costa. Os dirigentes do Benfica foram recebidos da melhor forma possível por JO, já que este estava interessado a abrir novas formas negociais. O Jornal “O Jogo” anunciava em grandes paragonas que JO tinha sido convidado para ir a Nápoles com o Benfica, tentando apaziguar a rebelião gigantesca da nação benfiquista. A genialidade e brilhantismo dos dirigentes do Benfica permitiu virar o jogo negocial ao contrário e, após vários anos, tanto a Zon como a CI começaram a demonstrar um enorme interesse em negociar com o Benfica. Mas agora a posição era completamente diferente.
O Benfica apresentou uma proposta: a BTV só seria colocada na Zon se fizessem um novo acordo: Direitos televisivos até 2010 por 20M€; gestão do site do Benfica novamente a cargo do Benfica; todos os jogos da Liga em diferido na BTV, sendo que alguns podiam dar em directo. Por cada ano de exclusividade o encargo annual seria acrescentado de 5M€ (2011, 25M€; 2012, 30M€).
(Pelos vistos este acordo não foi aceite. Mostra a má-fé de JO, pelo que esperamos que quando o acordo termine tenhamos já um novo acordo muito mais favorável com um novo operador)."
Mais alguém tem dúvidas do verdadeiro alcance deste sistema?

Há qualquer espaço para se negociar seja o que for com Joaquim Oliveira?

publicado por Fernando Ramos às 22:50

Julho 23 2013

 

*SEGURANÇA SOCIAL*

 
*PARA AJUDAR A ESCLARECER:*

1. Até 1974 NÃO EXISTIA a SEGURANÇA SOCIAL mas a PREVIDÊNCIA SOCIAL;

 

2. Fiz parte da 1ª e 2ª Comissões que em 1976/77 preparou a Reforma da Previdência criando a Segurança Social, o Centro Nacional de Pensões, os Centros Regionais das Segurança Social integrando-se nesses as caixas de Previdência;

 

3. A 2ª Comissão integrou, além de mim próprio, Maria de Belém Roseira, Leonor Guimarães, Fernando Maia e Madalena Martins;

 

4. NÃO HOUVE qualquer nacionalização e as próprias Casas do Povo e o regime•> dos rurais só em 1980 foram integrados na Segurança Social;

 

5. O ESTADO não tinha que meter dinheiro na Segurança Social pois o seu funcionamento foi e é assegurado pelas contribuições das entidades empregadoras e trabalhadores;

 

6. Outra coisa tem a ver com a CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES pois a mesma foi financiada exclusivamente pelas contribuições dos agentes do Estado a quem os funcionários confiaram mês a mês os seus descontos igualzinho aquilo que acontece com a conta poupança que vai capitalizando ao longo do seu período de vigência; NÃO FIQUEM CALADOS. DIVULGUEM ****

*Muito gostava de saber o que é que o governo e a Oposição têm a dizer sobre o que consta abaixo e sobre a real situação financeira da Segurança Social, se é que se atrevem…* Convém ler e reler para ficar a saber, pois isto é uma coisa que interessa a todos. Vale a pena ler, isto a ser verdade (parece que sim) agora sabemos porque não chega para todos.

*A INSUSTENTABILIDADE DA SEGURANÇA SOCIAL* A Segurança Social nasceu da Fusão (Nacionalização) de praticamente todas as Caixas de Previdência existentes, feita pelos Governos Comunistas e Socialistas, depois do 25 de Abril de 1974. As Contribuições que entravam nessas Caixas eram das Empresas Privadas (23,75%) e dos seus Empregados (11%). O Estado nunca lá pôs 1 centavo. Nacionalizando aquilo que aos Privados pertencia, o Estado apropriou-se do que não era seu. Com o muito, mas muito dinheiro que lá existia, o Estado passou a ser “mãos largas”! Começou por atribuir Pensões a todos os Não Contributivos (Domésticas, Agrícolas e Pescadores). Ao longo do tempo foi distribuindo Subsídios para tudo e para todos. Como se tal não bastasse, o 1º Governo de Guterres (1995/99) criou ainda outro subsídio (Rendimento Mínimo Garantido) em 1997, hoje chamado RSI.

E tudo isto, apenas e só, à custa dos Fundos existentes nas ex-Caixas de Previdência dos Privados. Os Governos não criaram Rubricas específicas nos Orçamentos de Estado, para contemplar estas necessidades. Optaram isso sim, pelo “assalto” àqueles Fundos. Cabe aqui recordar que os Governos do Prof. Salazar, também a esses Fundos várias vezes recorreram. Só que de outra forma: pedia emprestado e sempre pagou. É a diferença entre o ditador e os democratas? Em 1996/97 o 1º Governo Guterres nomeou uma Comissão, com vários especialistas, entre os quais os Profs. Correia de Campos e Boaventura de Sousa Santos, que em 1998, publicam o “Livro Branco da Segurança Social”. Uma das conclusões, que para este efeito importa salientar, diz respeito ao Montante que o Estado já devia à Segurança Social, ex-Caixas de Previdência, dos Privados, pelos “saques” que foi fazendo desde 1975. Pois, esse montante apurado até 31 de Dezembro de 1996 era já de 7.300 Milhões de Contos, na moeda de hoje, cerca de *36.500 Milhões* ?.

De 1996 até hoje, os Governos continuaram a “sacar” e a dar benesses, a quem nunca para lá tinha contribuído, e tudo à custa dos Privados. Faltará criar agora outra Comissão para elaborar o “Livro NEGRO da Segurança Social”, para, de entre outras rubricas, se apurar também o montante actualizado, depois dos “saques” que continuaram de 1997 até hoje. Mais, desde 2005 o próprio Estado admite Funcionários que descontam 11% para a Segurança Social e não para a CGA e ADSE. Então e o Estado desconta, como qualquer Empresa Privada 23,75% para a SS? Claro que não!… Outra questão se pode colocar ainda. Se desde 2005, os Funcionários que o Estado admite, descontam para a Segurança Social, como e até quando irá sobreviver a CGA e a ADSE? Há poucos meses, um conhecido Economista, estimou que tal valor, incluindo juros nunca pagos pelo Estado, rondaria os 70.000 Milhões?!

Ou seja, pouco menos, do que o Empréstimo da Troika!… Ainda há dias falando com um Advogado amigo, em Lisboa, ele me dizia que isto vai parar ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem. Há já um grupo de Juristas a movimentar-se nesse sentido. A síntese que fiz, é para que os mais Jovens, que estão já a ser os mais penalizados com o desemprego, fiquem a saber o que se fez e faz também dos seus descontos e o quanto irão ser também prejudicados, quando chegar a altura de se reformarem!… Falta falar da CGA dos funcionários públicos, assaltada por políticos sem escrúpulos que dela mamam reformas chorudas sem terem descontado e sem que o estado tenha reposto os fundos do saque dos últimos 20 anos. Quem pretender fazer um estudo mais técnico e completo, poderá recorrer ao Google e ao INE. SEM COMENTÁRIOS…mas com muita revolta….

Sabem que, na bancarrota do final do Século XIX que se seguiu ao ultimato Inglês de 1890, foram tomadas algumas medidas de redução das despesas que ainda não vi, nesta conjuntura, e que passo a citar: A Casa Real reduziu as suas despesas em 20%; não vi a Presidência da República fazer algo de semelhante. Os Deputados ficaram sem vencimentos e tinham apenas direito a utilizar gratuitamente os transportes públicos do Estado (na época comboios e navios); também não vi ainda nada de semelhante na actual conjuntura nem nas anteriores do Século XX. SEM COMENTÁRIOS. Aqui vai a razão pela qual os países do norte da Europa estão a ficar cansados de subsidiar os países do Sul. Governo Português:

3 Governos (continente e ilhas)
333 deputados (continente e ilhas)
308 câmaras
4259 freguesias
1770 vereadores
30.000 carros
40.000(?) Fundações, Observatórios e Associações

500 Assessores em Belém

1284 Serviços e institutos públicos Para a Assembleia da República Portuguesa ter um número de deputados “per capita” equivalentes à Alemanha, teria de reduzir o seu número em mais de 50% O POVO PORTUGUÊS NÃO TEM CAPACIDADE PARA CRIAR RIQUEZA SUFICIENTE, PARA ALIMENTAR ESTA CORJA DE GATUNOS! É POR ESTAS E POR OUTRAS QUE PORTUGAL É O PAÍS DA EUROPA EM QUE SIMULTANEAMENTE SE VERIFICAM OS SALÁRIOS MAIS ALTOS A NÍVEL DE GESTORES/ADMINISTRADORES E O SALÁRIO MÍNIMO MAIS BAIXO PARA OS HABITUAIS ESCRAVIZADOS. ISTO É ABOMINÁVEL! ACORDA, POVO! ESTAS, SIM, É QUE SÃO AS GORDURAS QUE TÊM DE SER ELIMINADAS. Faz o que te compete: divulga e não te esqueças, a seguir vão-te aos depósitos e às tuas poupanças, entendes?****

In Facebook
22/07/2013

 

publicado por Fernando Ramos às 17:56

Julho 19 2013

 

 

Para aqueles que duvidam como são as vitórias do FCP e da corrupção desse clube aqui fica informações do CM para lembrar que não há almoços gratis

FC Porto castigado perde 6 pontos

O FC Porto deve perder seis pontos já esta época, adiando a confirmação do título marcada para este sábado no Dragão no confronto com o Estrela da Amadora. A Liga de Clubes entregou aos azuis-e-brancos a nota de culpa relativa às suspeitas de corrupção nos jogos com o E. Amadora e o Beira-Mar da época 2003/04, mas considerou que só se verificou o crime de corrupção na forma tentada – sancionado desportivamente o clube com perda de pontos.

 

Pinto da Costa também recebeu uma nota de culpa, sendo que no caso do presidente portista a pena pode variar entre os seis meses e os dois anos de suspensão desportiva.

A Comissão Disciplinar (CD) daLiga notificou também o Boavista, por três jogos da mesma época 2003/04, mas pelo crime de corrupção consumada, punível, segundo os regulamentos da Liga, com descida de divisão.

Um dos jogos visados do Boavista é frente ao E.Amadora, que leva na Justiça civi Valentim e João Loureiro a julgamento. Desconhece-se quais são as outras duas partidas que levaram a Liga a emitir as notas de culpa.

fontes contactadas pelo CM garantem que os azuis-e-brancos não irão contestar a sanção, apesar de terem cinco dias para o fazer. Assim, o castigo da perda de seis pontos será aplicado já esta época, o que poderá levar o FC Porto a comemorar o título no sábado, a perdê-lo na segunda-feira e a voltar a comemorá-lo duas jornadas depois. Também no Dragão, mas diante do rival Benfica.

Os cinco dias para contestar a decisão não deverão ser desperdiçados por Pinto da Costa, Boavista e por João Loureiro, ex-presidente dos axadrezados, também notificado. Em caso de recurso, as penas não serão para já aplicadas.

O mesmo sucede com Augusto Duarte e Martins dos Santos, árbitros em 2003/04, que receberam igualmente nota de culpa e que arriscam irradiação da Liga.

Os regulamentos da Liga dizem que é necessário que o agente activo seja um clube, o passivo um árbitro, exista solicitação a uma equipa de arbitragem; seja oferecido um presente ou prometida qualquer oferta; e que a actuação do árbitro tivesse condicionado o resultado desportivo.

É neste último que reside a diferença nas notas de culpa dos dois clubes portuenses. O CD defende que nos jogos do FC Porto não se verificou o último pressuposto, o que alterou a qualificação do crime e impediu a aplicação da pena mais grave: a descida de divisão.

ÁRBITROS ENVOLVIDOS PODEM SER ERRADIADOS DA LIGA

Os árbitros dos jogos implicados nos processos disciplinares receberam nota de culpa por corrupção consumada – o que pode levar à irradiação da Liga dos homens do apito.

O FC Porto tornou conhecidos os casos em que é envolvido, sendo que uma das partidas (Beira-Mar-FC Porto) foi arbitrada por AugustoDuarte, ainda juiz de 1.ª categoria. Quanto a Jacinto Paixão, árbitrodo FC Porto-E. Amadora e também do Boavista-E. Amadora, já não faz parte dos quadros da Liga e está retirado da arbitragem, pelo que não terá consequência pessoal directa a nível desportivo.

Outro dos notificados é Martins dosSantos, árbitro em 2003/04 e actual observador da Liga deClubes. Oex-internacional portuense vê ser-lhe instaurado um processo disciplinar pelo jogo Marítimo-Nacional, em que é acusado, nos tribunais civis, de corrupção desportiva passiva. Já na justiça desportiva, incorre também em corrupção consumada.

Ficam por conhecer os outros dois jogos em que o Boavista é envolvido, sendo que os árbitros dessas partidas correm também o risco de não voltar a dirigir jogos dos campeonatos profissionais.

Os regulamentos da Liga fazem a distinção entre corrupção consumada praticada pelos dirigentes e pelos árbitros. Se no caso dos clubes e dirigentes, são cinco os pressupostos, nos árbitros são três, sendo que a ComissãoDisciplinar entendeu que foram todos preenchidos.

Considera então a Liga que tem lugar o crime de corrupção quando um dos agentes envolvidos é árbitro e quando o mesmo recebe uma prenda ou contrapartida. O terceiro requisito passa pelo facto de essa prenda ferir a credibilidade do árbitro.

 

'HÁ RECUO NA TRANSPARÊNCIA'

Já havia criticado o marasmo da Liga de Clubes em relação ao ‘Apito Dourado’ e, apesar de conhecidas as notas de culpa, volta a não poupar nas críticas. Pedro Mourão, ex-presidente da Comissão Disciplinar (CD) da Liga, não percebe por que foi o FC Porto, em comunicado, a revelar a abertura de processos disciplinares. 'A CD tinha o bom hábito de publicitar, no seu site oficial, todas as decisões, mas pelos vistos deixou de o fazer.Há recuo na transparência da justiça na Liga', sublinha o magistrado.

Em relação aos processos disciplinares, PedroMourão reforça a ideia de que as decisões das entidades desportivas e dos tribunais civis não se influenciam. 'São duas natureza jurídicas diferentes. Não há nenhuma relação directa entre as decisões jurídico-penais e as jurídico-desportivas', refere Mourão.

Após a instauração dos processos disciplinares e respectiva entrega de notas de culpa, os visados têm cinco dias para protestar, havendo a possibilidade de juntarem novos elementos de prova ao processo, assim co-mo testemunhas de Defesa.

A Liga nomeia então um inspector responsável pelo processo disciplinar que irá ouvir todos os argumentos dos acusados, procedendo, no final, a um relatório em que sugere à Comissão Disciplinar o arquivamento do caso ou a pena que pensa ser mais adequada ao caso.

'Ainda é prematuro avançar com qualquer tipo de prognóstico em relação a qualquer tipo de pena. É necessário perceber o que vai concluir o inspector responsável, que mesmo assim não faz qualquer veredicto. Esse será da Comissão Disciplinar', clarifica Pedro Mourão.

Depois do processo de inquérito aberto ao Benfica – na sequência da revelação do árbitro Rui Silva no tribunal de Gondomar, que disse ter recebido uma peça em cristal por parte do clube da Luz – a CD volta a mostrar trabalho. 'As decisões são desejáveis, quaisquer que sejam', rematou PedroMourão.

 

PERITOS JÁ VISIONARAM JOGO ESTRELA-FC PORTO

O ex-árbitro Adelino Antunes, arrolado pela Acusação como perito no processo ‘Apito Dourado’, disse ontem no julgamento que a equipa de auditores que integra também Vítor Pereira e Jorge Coroado já foi chamada à PJ para avaliar dois lances de fora-de-jogo no E. Amadora-FC Porto, na época 2003/2004, arbitrado pelo arguido Jacinto Paixão. Adelino Antunes não disse qual o clube penalizado mas afirmou que os três peritos consideraram que os fora-de-jogo foram bem assinalados.

Quem também passou ontem pelo tribunal foi Jorge Marques, árbitro assistente de Valente Mendes em dois jogos do Gondomar na época 2003/04. 'Tenho um armário cheio de prendas e lembranças', afirmou Jorge Marques, considerando ser uma situação 'normal até com clubes mais importantes, dando como exemplo o Celta de Vigo-FC Porto no Torneiro da Cidade Invicta, onde 'andaram à desgarrada para dar salvas de prata'.

Sobre os encontros em análise, o Trofense-Gondomar e os Dragões Sandinenses-Gondomar, confirmou que recebeu e viu receber presentes dos dirigentes dos clubes, tendo identificado os arguidos Castro Neves e José Luís Oliveira, ambos dirigentes do Gondomar, que segundo o árbitro deram um fio com um crucifixo e uma pulseira em ouro. Dos Dragões Sandinenses as ofertas foram três relógios antes do jogo. 

 

SUSPENSÃO DE 2 A 10 ANOS

O antigo presidente do Boavista, João Loureiro, incorre numa suspensão de toda a actividade desportiva de dois a dez anos por corrupção desportiva consumada. Em causa estão três jogos, um dos quais contra o Estrela da Amadora (derrota por 1-0, em 2003), que o levaram também a julgamento nos tribunais civis.

Valentim Loureiro, também pronunciado no mesmo processo, não foi notificado uma vez que é presidente da mesa da AG da Liga. Só a Federação Portuguesa de Futebol poderá notificar o major.

publicado por Fernando Ramos às 11:06

Julho 09 2013

UMA FÁBULA BEM ACTUAL

 

Era uma vez um rei que queria ir pescar.

Chamou o seu meteorologista e pediu-lhe a previsão do tempo para as próximas horas.

Este assegurou-lhe que não iria chover.

A noiva do monarca vivia perto de aonde ele iria, e colocou a sua roupa mais elegante para acompanhá-lo.

No caminho, encontrou um camponês montando seu burro que viu o rei e disse:

- Majestade, é melhor o senhor regressar ao palácio porque vai chover muito.

O rei ficou pensativo:

- Eu tenho um meteorologista, muito bem pago, que me disse o contrário. Vou seguir em frente.

E assim fez.

Choveu torrencialmente. O rei ficou encharcado e a noiva riu-se dele ao vê-lo naquele estado. Furioso o rei voltou para o palácio e despediu o meteorologista.

Convocou então o camponês e ofereceu-lhe emprego.

O camponês disse:

- Senhor, eu não entendo nada disso, mas se as orelhas do meu burro ficam caídas, significa que vai chover.

Então o rei contratou o burro.

Assim começou o costume de contratar burros, que desde então têm as posições mais bem pagas nos governos...


publicado por Fernando Ramos às 17:21

Junho 30 2013

publicado por Fernando Ramos às 12:48

Junho 28 2013

Para os que têm amigos advogados e para os que precisam deles....

>

>

> Almeida era um alto funcionário da corte do Rei Faiçal

>
> Há muito tempo, nutria um desejo incontrolável de chupar os voluptuosos seios da Rainha até se fartar.
>
> Todas as vezes que tentou, deu-se mal.
>
> Um dia, ele revelou seu desejo a Gaio, principal advogado da região e pediu que ele fizesse algo para ajudá-lo.
>
> Gaio, depois de muito pensar e estudar o assunto - concordou, sob a condição de Almeida lhe pagar mil moedas de ouro.
>
> Almeida aceitou o acordo, todavia, não formalizado por escrito.
>
> No dia seguinte, Gaio preparou um líquido que causava comichões e derramou-o no soutien da Rainha, enquanto esta tomava banho.
>
> Logo a comichão começou e aumentou de intensidade, deixando o Rei preocupado e a Rainha desesperada.
>
> A corte fazia consultas a médicos, quando Gaio disse que apenas uma saliva especial, se aplicada por quatro horas, curaria o mal.
>
> Gaio também disse que essa saliva só poderia ser encontrada na boca de Almeida.
>
> O Rei Faiçal ficou muito feliz e então chamou Almeida que, pelas quatro horas seguintes, se fartou de gozar,

>

>chupando à vontade as suculentas e deliciosas mamas da Rainha.
>
> Lambendo, mordendo, apertando e passando a mão, ele fez finalmente o que sempre desejou.
>
> Satisfeito, encontrou-se no dia seguinte com o advogado Gaio.
>
> Com o seu desejo plenamente realizado e a sua libido satisfeita, Almeida recusou-se a pagar ao advogado.
>
> Almeida sabia que, naturalmente, Gaio nunca poderia contar o facto ao Rei.
>
> Mas Almeida subestimou o advogado.
>
> No dia seguinte, Gaio colocou o mesmo líquido nas cuecas do Rei e ....
>
> .....o Rei mandou chamar o Almeida!!!...
>
> Não te metas com advogados......
>

publicado por Fernando Ramos às 20:25

Junho 25 2013

(um mail que recebi)


Para Vós desejo o suficiente

 

Há pouco tempo, estava no aeroporto e vi mãe e filha a despedirem-se.

Quando anunciaram a partida, elas abraçaram-se e a mãe disse:

- Eu amo-te. Desejo-te o suficiente.

A filha respondeu:

- Mãe, a nossa vida juntas tem sido mais do que suficiente. O teu amor é tudo o que sempre precisei. Eu também te desejo o suficiente.

Elas beijaram-se e a filha partiu.

A mãe passou por mim e encostou-se à parede.

Pude ver que ela queria, e precisava, de chorar.

Tentei não me intrometer nesse momento, mas ela dirigiu-se a mim e perguntou:

- Já se despediu de alguém sabendo que seria para sempre?

- Já - respondi. - Desculpe a pergunta, mas por que foi um adeus para sempre?

- Estou velha e ela vive tão longe daqui! Tenho desafios à minha frente e a verdade é que a próxima viagem dela para cá, será para o meu funeral.

- Quando estavam a despedir-se, ouvi que lhe disse: "Desejo-te o suficiente". Posso saber o que isso significa?

Ela começou a sorrir.

- É um desejo que tem sido passado de geração em geração na minha família. Os meus pais costumavam dizer isso a todos.

Ela parou por um instante e olhou para o alto como se estivesse a tentar lembrar-se dos detalhes e sorriu mais ainda.

- Quando dizemos "Desejo-te o suficiente", estamos a desejar uma vida cheia de coisas boas o suficiente para que a pessoa se ampare nelas.

Então, virando-se para mim, disse como se estivesse a recitar:

- Desejo-te sol o suficiente para que continues a ter essa atitude radiante.
- Desejo-te chuva o suficiente para que possas apreciar mais o sol.
- Desejo-te felicidade o suficiente para que mantenhas o teu espírito alegre.
- Desejo-te dor o suficiente para que as menores alegrias na vida pareçam muito maiores.
- Desejo-te que ganhes o suficiente para satisfazeres os teus pequenos desejos materiais.
- Desejo-te perdas o suficiente para que aprecies tudo o que possuis.
- Desejo-te "olás" em número suficiente para que chegues ao adeus final.

Ela começou então a soluçar e afastou-se.

Dizem que leva um minuto para encontrar uma pessoa especial, uma hora para apreciá-la, um dia para amá-la, mas uma vida inteira para esquecê-la.

Manda esta mensagem para as pessoas que nunca esquecerás e lembra-te de mandá-la de volta à pessoa que a enviou.

Se não mandares a ninguém, significa que vives com tanta pressa e distracção que te esqueceste, até dos teus amigos.

ARRANJA TEMPO PARA VIVER...

 

EU DESEJO-TE O SUFICIENTE...

                                                              tenha tudo, tudo, tudo de bom, o suficiente para viver!...

 

publicado por Fernando Ramos às 12:31

Junho 24 2013

publicado por Fernando Ramos às 12:27

Junho 23 2013

AS VERDADES

 

O Professor Marcelo Rebelo de Sousa pediu ao velho Maniche para atribuir uma
nota ao Sporting Club de Portugal (seu clube do coração) numa escala de 1 a 10.
O velho Maniche "dispara" pronto, ao seu estilo habitual:

Nota DEZ, Professor

DEZ?! ", Questiona o Professor.
Sim, Professor... - prossegue o Maniche:

1. DEZorganizado
2. DEZmotivado
3. DEZestabilidado
4. DEZactualizado
5. DEZqualificado
6. DEZanimado
7. DEZmoralizado
8. DEZordenado
9. DEZactivado
10. DEZmantelado".
Diz o Professor: "Bem, visto dessa forma, DEZ vezes DEZ é igual a CEM! "
O Maniche quase nem deixa o Professor acabar a frase:

É isso, Professor! CEM DINHEIRO, CEM EQUIPA, CEM FIO DE JOGO, CEM TÍTULOS, CEM TAÇAS, CEM VERGONHA, CEM merda NENHUMA".
 
 
publicado por Fernando Ramos às 12:20

Junho 22 2013

A trapeira do Job

Isto que eu vou dizer vai parecer ridículo a muita gente.

 

Mas houve um tempo em que as pessoas se lembravam, ainda, da época da infância, da primeira caneta de tinta-permanente, da primeira bicicleta, da idade adulta, das vezes em que se comia fora, do primeiro frigorífico e do primeiro televisor, do primeiro rádio, de quando tinham ido ao estrangeiro.

 

Houve um tempo em que, nos lares, se aproveitava para a refeição seguinte o sobejante da refeição anterior, em que, com ovos mexidos e a carne ou peixe restante, se fazia "roupa velha". Tempos em que as camisas iam a mudar o colarinho e os punhos do avesso, assim como os casacos, e se tingia a roupa usada, tempos em que se punham meias-solas com protetores. Tempos em que ao mudar-se de sala se apagava a luz, tempos em que se guardava o "fatinho de ver a Deus e à sua Joana".

 

E não era só no Portugal da mesquinhez salazarista. Na Inglaterra dos Lordes, na França dos Luíses, a regra era esta. Em 1945 passava-se fome na Europa, a guerra matara milhões e arrasara tudo quanto a selvajaria humana pode arrasar.

 

Houve tempos em que se produzia o que se comia e se exportava. Em que o País tinha uma frota de marinha mercante, fábricas, vinhas, searas.

 

Veio depois o admirável mundo novo do crédito. Os novos pais tinham como filhos uns pivetes tiranos, exigindo malcriadamente o último modelo de mil e um gadgets e seus consumíveis, porque os filhos dos outros também tinham.

Pais que se enforcavam por carrões de brutal cilindrada para os encravarem no lodo do trânsito e mostrarem que tinham aquela extensão motorizada da sua potência genital. Passou a ser tempo de gente em que era questão de pedigree viver no condomínio fechado, e sobretudo dizê-lo, em que luxuosas revistas instigavam em couché os feios a serem bonitos, à conta de spas e de marcas, assim se visse a etiqueta, em que a beautiful people era o símbolo de status, como a língua nos cães para a sua raça.

 

Foram anos em que o Campo se tornou num imenso ressort de Turismo de Habitação, as cidades uma festa permanente, entre o coktail party e a rave.

Houve quem pensasse até que um dia os Serviços seriam o único emprego futuro ou com futuro.

 

O país que produzia o que comíamos ficou para os labregos dos pais e primos parolos, de quem os citadinos se envergonhavam, salvo quando regressavam à cidade dos fins de semana com a mala do carro atulhada do que não lhes custara a cavar e às vezes nem obrigado.

 

O país que produzia o que se podia transaccionar, esse, ficou com o operariado da ferrugem, empacotados como gado em dormitórios, e que os víamos chegar mortos de sono logo à hora de acordarem, as casas verdadeiras bombas-relógio de raiva contida, descarregada nos cônjuges, nos filhos, na idiotização que a TV tornou negócio.

 

Sob o oásis dos edifícios em vidro, miragem de cristal, vivia o mundo subterrâneo de quantos aguentaram isto enquanto puderam, a sub-gente. Os intelectuais burgueses teorizavam, ganzados de alucinação, que o conceito de classes sociais tinha desaparecido. A teoria geral dos sistemas supunha que o real era apenas uma noção, a teoria da informação substituía os cavalos-força da maquinaria pelos megabytes de RAM da computação universal.

Um dia os computadores tudo fariam, o Ser-Humano tornava-se um acidente no barro de um oleiro velho e tresloucado que, caído do Céu, morrera pregado a dois paus, e que julgava chamar-se Deus, confundindo-se com o seu filho e mais uma trinitária pomba.

 

Às tantas, os da cidade começaram a notar que não havia portugueses a servir à mesa, porque estávamos a importar brasileiros, que não havia portugueses nas obras, porque estávamos a importar africanos e eslavos.

 

A chegada das lojas-dos-trezentos já era alarme de que se estava a viver de pexisbeque, mas a folia continuava. A essas sucedeu a vaga das lojas chinesas, porque já só havia para comprar «balato». Mas o festim prosseguia e à sexta-feira as filas de trânsito em Lisboa eram o caos e até ao dia quinze os táxis não tinham mãos a medir.

 

Fora disto, os ricos, os muito ricos, viram chegar os novos ricos. O ganhão alentejano viu sumir o velho latifundário absentista pelo novo turista absentista com o mesmo monte mais a piscina e seus amigos, intelectuais, claro, e sempre pela reforma agrária, e vai um uísque de malte, sempre ao lado do povo, e já leu o New Yorker?

 

A agiotagem financeira, essa, ululava. Viviam do tempo, exploravam o tempo, do tempo que só ao tal Deus pertencia, mas, esse, Nietzsche encontrara-o morto em Auschwitz. Veio o crédito ao consumo, a Conta-Ordenado, veio tudo quanto pudesse ser o ter sem pagar. Porque nenhum Banco quer que lhe devolvam o capital mutuado, quer é esticar ao máximo o lucro que esse capital rende.

 

Aguilhoando pela publicidade enganosa os bois que somos nós todos, os Bancos instigavam à compra, ao leasing, ao renting, ao seja como for desde que tenha e já, ao cartão, ao descoberto-autorizado.

 

Tudo quanto era vedeta deu a cara, sendo actor, as pernas, sendo futebolista, ou o que vocês sabem, sendo o que vocês adivinham, para aconselhar-nos a ir àquele Balcão bancário buscar dinheiro, vendermo-nos ao dinheiro, enforcarmo-nos na figueira infernal do dinheiro. Satanás ria. O Inferno começava na terra.

 

Claro que os da política do poder, que vivem no pau de sebo perpétuo do fazer arrear, puxando-os pelos fundilhos, quantos treparam para o poder, querem a canalha contente. E o circo do consumo, a palhaçada do crédito servia-os. Com isso comprávamos os plasmas mamutes onde eles vendiam à noite propaganda governamental e, nos intervalos, imbelicidades e telefofocadas, que entre a oligofrenia e a debilidade mental a diferença é nula. E, contentes, cretinamente contentinhos, os portugueses tinham como tema de conversa a telenovela da noite, o jogo de futebol do dia e da noite e os comentários políticos dos "analistas" que poupavam os nossos miolos de pensarem, pensando por nós.

 

Estamos nisto.

 

Este fim-de-semana a Grécia pode cair. Com ela a Europa.

 

Que interessa? O Império Romano já caiu também e o mundo não acabou.

Nessa altura, em Bizâncio, discutia-se o sexo dos anjos. Talvez porque Deus se tivesse distraído com a questão teológica, talvez porque o Diabo tenha ganho aos dados a alma do pobre Job na sua trapeira. O Job que somos grande parte de nós.

 

José António Barreiros, advogado

(Parabens pelo artigo)

publicado por Fernando Ramos às 12:04

Junho 20 2013

publicado por Fernando Ramos às 18:52

Junho 05 2013

Um médico, em Dublin, queria DESCANSAR  e ir pescar.
 

Então aproximou-se do seu assistente e disse-lhe:
- Murphy, amanhã vou caçar e não quero fechar a clínica. Acha que consegue cuidar dela e de todos os pacientes?
- Sim, senhor! - respondeu  Murphy.
O médico foi pescar e voltou no dia seguinte.

- Então, Murphy, como correu o dia?
- Cuidei de três pacientes. O primeiro tinha uma dor de cabeça e, então, eu dei-lhe paracetamol.
- Bravo, meu rapaz .

- E o segundo? - perguntou o médico.
- O segundo teve indigestão e eu dei-lhe Guronsan- informou Murphy.
- Bravo, bravo! Você é bom nisso... E o terceiro? - perguntou o médico.
- Bom, doutor, eu estava sentado aqui e, de repente, abriu-se a porta e entrou uma linda mulher. Ela arrancou a roupa, despiu tudo, incluindo o sutiã e  as cuequinhas. Depois deitou-se sobre a marquesa, abriu as pernas e gritou: «AJUDE-ME, pelo amor de Deus! Há cinco anos que eu não vejo homem!''
- Nossa Senhora, Murphy, o que  é que você fez? - perguntou o médico.
- Eu pus-lhe gotas de Visadron nos olhos, doutor!


 

publicado por Fernando Ramos às 18:52

Maio 28 2013

publicado por Fernando Ramos às 11:56

Maio 25 2013

Os Alentejanos são gente séria...


Dois casais, um de Brasileiros e outro de Alentejanos, estavam a jogar
As  cartas e uma Carta caiu debaixo DA mesa. O Alentejano baixou-se
Para pegar a Carta e deu uma olhadela na boazona DA mulher do
Brasileiro por momentos. Ela estava sem calcinha. Alguns minutos
Depois O Alentejano, a transpirar, levantou-se para beber água e a
Mulher do Brasileiro disfarçou e foi atrás dele. Chegando na cozinha
Ela perguntou:

- E aí? O que achou?

-Maravilhoso - respondeu O Alentejano.

- Qualquer 1.000 € e a gente conversa - disparou a Brasileira safada e
Oportunista, porém gostosa.

- Tudo bem, é só dizer quando!

- Amanhã a tarde O meu marido não estará em Casa  e você  pode ir lá.

- Combinado!

No outro dia à tarde, O Alentejano chegou na hora marcada, pagou OS
1.000 € e fizeram amor toda a tarde. No fim DA
Tarde, O Brasileiro chega do trabalho e pergunta à mulher:

- O Alentejano esteve aqui à tarde?

- Sim - respondeu a mulher assustada.

- Deixou 1.000 €?

- Sim - respondeu a mulher meia assustada.

- Ufa! Que alívio. Aquele Alentejano filho DA mãe esteve no meu
escritório pela manhã, me pediu 1.000 € emprestado e disse que passava
Aqui hoje à tarde sem falta para me pagar. Ainda bem que O Alentejano é
Homem de palavra!!!
 
publicado por Fernando Ramos às 18:36

Maio 22 2013
O Joãozinho e as vendedoras de prazer:

Joãozinho está dentro do carro do seu pai, quando avista duas prostitutas na rua  e diz: -
Pai, quem são aquelas senhoras?
O pai meio embaraçado, responde: -
Não interessa filho... Olha antes para esta loja... Já viste os portáteis que ali estão?
Joãozinho: - Sim, sim, já vi. Mas... quem são as senhoras e o que é que estão a fazer ali paradas?
Pai: - São... são... São senhoras que vendem na rua.
Joãozinho: - Ah, sim?! Mas vendem o quê?
Pai: - Vendem... vendem... Sei lá... Vendem um pouco de prazer.
O Joãozinho começa a refletir sobre o que o pai lhe disse, e quando chega a casa, abre o mealheiro com a intenção de ir comprar prazer àquelas senhoras. Estava com sorte! Podia comprar 50 euros de prazer!

No dia seguinte, o Joãozinho aproxima-se de uma prostituta e pergunta-lhe: -
Desculpe, minha senhora, mas pode-me vender 50 euros de prazer, por favor?
A mulher ficou admirada, e por momentos não soube o que dizer, mas como a vida está difícil, aceitou. Porém, como não poderia agir de forma normal com o garotinho, levo-o para casa dela e preparou-lhe seis pequenas tortas bem gostosas, de morango e chocolate.
Já era tarde quando o Joãozinho chega a casa.

O pai, preocupado pela demora do filho, perguntou-lhe onde tinha estado e o Joãozinho respondeu-lhe: - Fui ver uma das senhoras que nós vimos ontem, para lhe comprar um pouco de prazer!

O pai fica amarelo e diz: - E... e então... como é que se passou?

Joãozinho: - Bom, as quatro primeiras não tive dificuldade em comer, a quinta levei quase uma hora e a sexta foi com muito sacrifício. Tive quase que empurrar para dentro com o dedo, mas consegui comê-la mesmo assim. Ao final, estava todo lambuzado, pinguei o chão, e a senhora convidou-me a para voltar amanhã, mas para ser sincero, só tive prazer nas três primeiras; só comi as outras para mostrar que sou homem!... Posso ir amanhã, novamente, pai?

O pai desmaiou!
 
publicado por Fernando Ramos às 20:07

Maio 07 2013

bebe na mao.jpg

publicado por Fernando Ramos às 17:49

Maio 05 2013

 

*Sabedoria profunda... **Pai é pai.*****

*O filho roqueiro, de um pastor da igreja, está prestes a completar 18 anos.
O rapaz, cabelos compridos e louco pra dirigir, resolve pedir o carro emprestado ao pai. Depois de pensar um pouco, o pastor responde:
- Filho, vamos fazer o seguinte... um trato... você melhora suas notas na escola, estuda a Bíblia todos os dias e corta esse cabelo. E aí voltamos a conversar.
Um mês depois, o rapaz volta a perguntar ao pai se pode usar o carro.
- Filho, eu estou realmente orgulhoso... você dobrou suas notas na escola e estudou bem a Bíblia, mas... não cortou o cabelo! E como fica o nosso trato ???
- Papai, lendo a Bíblia, eu fiquei intrigado - responde o filho -
Sansão usava cabelos longos, Noé também. Até Jesus tinha cabelos compridos !!! E todos eram boas pessoas...!!!

E o pai:*****

*Éverdade meu filho... e... olha que coincidência... TODOS ELES ANDAVAM A PÉ !* ****

 

publicado por Fernando Ramos às 17:17

Maio 05 2013

PROJECTO SPORTING-PORTO

 

publicado por Fernando Ramos às 12:39

Maio 02 2013

barquinnho.gif AMIGOS!Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles. A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências… A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar. Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida. Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo. Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer… Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos! A gente não faz amigos, reconhece-os. Vinicius de Moraes (1913-1980)

publicado por Fernando Ramos às 16:43

Maio 02 2013

SEXO NO CONGELADOR

 

Dois amigos encontram-se num bar. Um deles está com um olho negro.

- O que foi que te aconteceu? - Pergunta o outro.

- Olha, levei com um frango congelado na cara, só isso! - Responde o amigo.

- Um frango? Mas como é que foi que aconteceu isso?

- É que ontem a minha mulher estava de mini-saia e baixou-se para dentro do congelador para pegar nalguma coisa. Eu estava atrás dela e não resisti, agarrei-a por trás ali mesmo.

- Sério?

- Claro! E ela não queria, remexia-se, e eu fiquei com mais vontade ainda, ela começou a gritar e eu ainda ficava mais vidrado ...

- Porra!

- Ela debatia-se como uma louca, e eu cada vez mais esganado ...

- Só estou a imaginar a cena! - diz o  outro excitado.

- E nessa altura, ela conseguiu pegar num frango congelado e espetou com o dito cujo nas minhas ventas!

- Mas que coisa estranha! A tua mulher não gosta de sexo?


- Em casa, delira ! No Pingo Doce é que não ...

 

publicado por Fernando Ramos às 09:08

Abril 29 2013

A ARMA


Um sujeito vestindo uma camiseta escrito: "SOU POLÍTICO" entrou numa loja
de armas e perguntou para o vendedor:
--- Qual é o preço de um trinta e oito ?
-- Não estamos vendendo esse revolver!
--- Então, qual é o preço daquela pistola **9 milímetros** da vitrine ?
--- Também não está à venda !
--- E aquela escopeta calibre 12 da prateleira ?
--- Ela também não está à venda.
--- Tô achando que o senhor não quer vender nada pra mim por que sou
Político...
--- Pois é isso mesmo !
O político sai da loja espumando de raiva.
No dia seguinte ele vai procurar o advogado , conta a história para o
"doutor" e pede que ele tome alguma providência!!!
Tentando resolver o problema pacificamente, o advogado vai até a loja
e pergunta ao vendedor:
-- Bom dia, meu amigo. Eu gostaria de saber se você tem alguma coisa
contra
 Políticos?

-- Temos tudo o que o senhor precisar : revólveres, pistolas, metralhadoras,
bazucas e,se precisar, consigo granadas e lança-chamas...
****
 

publicado por Fernando Ramos às 18:26

Abril 26 2013

095-girafa.jpg APROVEITE AS FÉRIAS E VÁ AO ZOO, OS ANIMAIS AGRADECEM

publicado por Fernando Ramos às 17:40

Abril 26 2013

 

Fernando Mendes: «DOPING? ERA SEMPRE CERTO»

 Fernando Mendes: «ERA SEMPRE CERTO»
Citações retiradas do livro «Jogo Sujo», de Fernando Mendes e Luís Aguilar
«Em determinado período da minha carreira cheguei a um clube que tinha uma grande equipa, um belíssimo treinador e um presidente carismático. Para além destas qualidades, existiram outros ingredientes que facilitaram o nosso percurso vitorioso. Devo dizer que antes de ir para este clube nunca tinha tido qualquer experiência com doping (pelo menos conscientemente)»

«Os incentivos para correr eram sempre apresentados pelo massagista. Passado pouco tempo de estar no clube, ele aproximou-se de mim, e de outros novos jogadores (...) Disse-me claramente que aquilo que ia dar-me era doping, embora nunca tivesse falado de eventuais efeitos secundários. (...) Com o passar do tempo assumi os riscos e tomei doping de todas as vezes que me foi dado. (...) Nunca vi um único colega insurgir-se perante essa situação»

«No meu tempo, o doping era tomado de duas formas: através de injecção ou por recurso a comprimido. Podia ser antes do jogo, no intervalo, ou com a partida a decorrer, no caso daqueles que saíam do banco (...) A injecção tinha efeito imediato, enquanto os comprimidos precisavam de ser tomados cerca de uma hora antes do jogo»

«Em alguns clubes onde joguei tomei Pervitin, Centramina, Ozotine, cafeína, entre muitas outras coisas das quais nunca soube o nome»

«Cada jogador tomava uma dose personalizada, mediante o seu peso, condição física ou última vez que tinha ingerido a substância (...) Porém, nos jogos importantes era sempre certo (...) Quando se sabia que não iria haver controlo antidoping, nunca falhava»

«Lembro-me de um jogo das competições europeias contra uma equipa que tinha três campeões do mundo no seu plantel. Um deles era um poderoso avançado no jogo aéreo. (...) Apanhei-o várias vezes no meu terreno de acção. Ele era um armário, com um tremendo poder de impulsão. Mas nesse dia eu saltei que nem um louco e ganhei-lhe quase todas as bolas de cabeça (...) O meu segredo: uma pequena vacina, do tamanho de meia unha, chamada Pervitin»

«Em certos treinos víamos um ou dois juniores que apareciam para treinar connosco. Esses juniores não estavam ali porque eram muito bons ou porque tinham de ganhar experiência. Estavam ali para servirem de cobaias a novas dosagens. Um elemento do corpo clínico dava cápsulas ou injecções com composições ilegais a miúdos dos juniores (...) Diziam-lhes que eram vitaminas e que a urina era para controlo interno»

«Se um jogo fosse ao domingo, o nosso médico sabia na sexta ou no sábado quais as partidas que iriam estar sob a tutela do controlo antidoping. Mal tinha acesso à informação, avisava todo o plantel e o dia de jogo acabava por ser directamente influenciado por essa dica»

«Em determinada temporada (...) sou convocado para um encontro particular da Selecção Nacional. (...) Faço uma primeira parte fantástica, mas ao intervalo começo a sentir-me cansado e tenho medo de não aguentar o ritmo (...) O jogo realiza-se num estádio português (...) Estão lá um médico e um massagista de um clube onde jogo (...) No intervalo, peço a esse médico para me dar uma das suas injecções de doping. Saio do balneário da Selecção, sem que ninguém se aperceba, e entro numa salinha ao lado. É aí que me dão a injecção pedida por mim. Volto a frisar que ninguém da Selecção se apercebeu»
publicado por Fernando Ramos às 13:19

Abril 25 2013

borabora-praia.jpg GOSTAVA DE IR PARA LÁ MAS.................

publicado por Fernando Ramos às 18:27

Abril 21 2013

O espião russo

Nos tempos da Guerra Fria, um espião escapou do KGB russo.
Prestes a ser capturado, na fuga colide com uma freira a quem pede que
o esconda debaixo do hábito.

Quando os agentes do KGB se cruzam com a freira, perguntam-lhe se
tinha visto um homem suspeito em fuga.

A religiosa informa-os de que não tinha visto nada, e os agentes
seguem o seu caminho.

Depois do perigo passado, o espião sai debaixo do hábito da freira e diz:

-Obrigado, irmã, por ter-me salvado de ser capturado pelo KGB.

-Fi-lo com muito gosto - responde a freira.

-Se mo permitir, tenho que dizer-lhe, irmã, que você tem umas pernas
muito formosas. Não notou o leve beijo que lhe dei nos tornozelos?

-É claro que sim.

-E não sentiu, pouco depois,os meus beijos fogosos nos seus joelhos?

-Evidentemente.

-Imagino que também notou quando fui subindo e lhe passei a língua nas coxas?

-Sem dúvida que o notei, claro.

-E o que poderia ter sucedido, irmã, se eu tivesse continuado a subir e a subir?

-Aí penso que me terias lambido os tomates.
Ou achas que és o único espião que anda por aqui?

 

publicado por Fernando Ramos às 17:57

Abril 13 2013

publicado por Fernando Ramos às 11:24

Abril 05 2013

 

31.º ANIVERSÁRIO À FRENTE DO FC PORTO

(...) Conheci a sua fúria pela primeira vez nos balneários do Estádio do Restelo, situação que me pôs a abrir o jornal da RTP2, então apresentado pela Manuela Moura Guedes. Logo a seguir, o então presidente do Belenenses, Mário Rosa Freire, denunciou a presença de seguranças do FC Porto no Restelo com metralhadoras nos porta-bagagens dos automóveis. Confesso que não as vi mas confirmo: levitei um bocadinho ali para os lados de Belém…  (Eugénio Queirós)

.............................................


Bastava o Jorge Nuno dizer-me: 'Este tem que ser limpo'

PINTO DA COSTA 
31 ANOS DE EXEMPLAR VALENTIA

1988
Novembro, 20
Apesar da sua avançada idade, Carlos Pinhão é barbaramente agredido em Aveiro, depois de jogo Beira Mar-FCP, por elementos ligados ao FCP. O processo judicial acabará por ser arquivado por "falta de provas".
No mesmo dia, Martins Morim, do mesmo jornal, é também alvo da fúria dos adeptos do clube da cidade invicta. Entre os agressores destacava-se Tónio Maluco, conhecido adepto portista. O guarda Abel diz aos jornalistas que «era melhor do que cair por uma ribanceira».
1989
Março, 5
Eugénio Queirós, jornalista do Correio da Manhã/Record, é agredido no Estádio do Restelo por seguranças de Pinto da Costa, que o empurram violentamente para fora do corredor de acesso à cabine do FC Porto. O jornalista ainda apresenta queixa na PJ mas acaba arquivada por "não se conseguir identificar os agressores".
Setembro, 24
João Freitas, jornalista de A Bola, é agredido barbaramente perto dos balneários do Estádio das Antas. Foi assistido no Hospital de Santo António e identificou Vergílio Jesus e um tal Armando entre os agressores. A queixa foi arquivada porque a testemunha principal, o agente da PSP Oliveira Pinto, disse que não se lembrava de nada.
1990
Outubro, 24
José Saraiva, chefe de redacção do Jornal de Notícias, é agredido à porta de casa por dois indivíduos. O JN tinha publicado uma notícia envolvendo Pinto da Costa no famoso caso "Aveirogate". Nunca chegou a haver queixa judicial.
1992
Setembro, 1
António Paulino, jornalista do Expresso é agredido à porta do seu jornal na redacção do Porto, segundo o próprio, por Pinto da Costa, o filho e Joaquim Pinheiro. Tudo acontece porque queriam sabem que teria sido o jornalista responsável pela notícia sobre um processo de Alexandre Pinto da Costa.
1994
Dezembro, 11
Marinho Neves, jornalista da Gazeta dos Desportos e autor do livro sobre corrupção na arbitragem "Golde de Estádio" é alvo de uma emboscada à porta de casa por dois indivíduos. Processo judicial vem a ser arquivado na PJ do do Porto por "falta de provas", apesar de haver cinco testemunhas que nunca foram ouvidas e de a queixa se fazer acompanhar com uma fotografia dos agressores
1995
Março, 5
No intervalo de um FC Porto-Benfica, José Pratas, o árbitro do encontro, é insultado e agredido no balneário. Quando volta ao terreno de jogo faz uma arbitragem absolutamente vergonhosa, beneficiando claramente a equipa da casa. O FCPorto vence o jogo por 2-1.
2002
Rui Rio, Presidente da CM do Porto denuncia um eventual favorecimento político do anterior camarário em torno da construção do novo Estádio do FCP.
Março
Rui Rio é escoltado pela Policia, em causa uma manifestação dos portistas contra a suspensão das obras do Estádio.
2005
Janeiro, 25
Ricardo Bexiga, vereador do PS da CM de Gondomar é violentamente agredido no Parque de Estacionamento por dois indivíduos encapuzados, contratados pela ex-namorada de Pinto da Costa, Carolina Salgado.  (ver vídeo)



JOÃO SANTOS: MOSTRAVAM METRALHADORAS...

João Santos, antigo presidente do Benfica, relembra o episódio das ameaças de morte perpetradas pelo guarda Abel.
“Estava em representação do clube na cerimónia de tomada de posse dos órgãos sociais do Salgueiros. Logo no início do acto, entra na sala um indivíduo o guarda Abel, que começa a injuriar-me. ameaçando-me de morte. Acho que o fez porque nós denunciávamos frequentemente algumas práticas menos claras que ele e o seu grupo cometiam. Ele estava nitidamente embriagado, ou pelo menos actuava como tal. Lá o convenceram a sair da sala, mas fê-lo a custo e sempre a ameaçar-me de morte”.
João Santos garante ainda que nas deslocações a Lisboa, o grupo do guarda Abel “mostrava as metralhadoras que escondia debaixo das gabardinas, para intimidar. Segundo sei, eram armas da polícia, requisitadas à sexta-feira, antes dos jogos, e devolvidas na segunda-feira. Infelizmente, o processo sobre este caso não teve seguimento, pois o ministro da tutela de então parece que o guardou na gaveta. Razões políticas...”



HERNÂNI GONÇALVES: O BALNEÁRIO É UM SANTUÁRIO

“O guarda Abel é um polícia muito competente e um portista ferrenho, do qual tenho o prazer de ser amigo. Há uns anos, em Alvalade, houve um diferendo entre o Branco e um jogador do Sporting. A polícia quis entrar no balneário e ele disse-lhes: “Alto que aqui ninguém entra. Isto é um santuário fora da autoridade policial”. E eles não entraram”.


Ah! VALENTES ! 

publicado por Fernando Ramos às 21:27

Março 29 2013

O Papagaio deficiente
>
> Um sujeito está a visitar uma loja de animais de estimação quando vê
> um papagaio sentado num pequeno poleiro.
>
> O papagaio não tem pés nem pernas.
> O fulano diz, em voz alta:
>
> "O que terá acontecido a este papagaio?"
> O papagaio responde:
>
> "Nasci assim. Sou um papagaio defeituoso."
> "C'um caraças!", diz o homem. "Pareces ter percebido o que eu disse!"
>
>
>
> "Percebi tudinho", diz o papagaio.
>
> "Acontece que eu sou um Papagaio muito inteligente e instruído. "
> "Ah, é?!", pergunta o homem, "Então explica-me como é que te consegues
> segurar no poleiro se não tens pés. "
> "Bom," diz o papagaio, "isso é um bocado embaraçoso, mas, já que
> perguntas; eu enrolo a minha pilinha no poleiro como se fosse um
> pequeno gancho.
>
> Não a vês porque as penas a tapam. "
> "Puxa!", diz o homem, "realmente percebes e falas português!!"
> "Na verdade eu falo também espanhol e inglês e posso conversar
>
> com competência acerca de quase qualquer assunto; política,
> religião,desporto, física, filosofia. Sou especialmente bom em
> ornitologia. Devias mesmo comprar-me. Eu seria uma companhia bestial.
> "
>
> O sujeito olha para a etiqueta do preço e vê 300 euros. "Desculpa, mas
> és simplesmente demasiado caro para mim."
> "Psssst!", diz o papagaio, "Eu sou defeituoso, portanto a verdade
>
> é que ninguém me quer; provavelmente podes comprar-me por 30
> euros,experimenta fazer uma oferta ao dono DA loja".
> O homem oferece 30 euros e sai DA loja com o papagaio.
> Passam-se semanas. O papagaio é sensacional. Tem um Grande sentido de
> humor, é interessante, é um Grande compincha, percebe tudo, é
> simpático, sensível. O homem está extasiado.
>
> Um dia ele chega a Casa vindo do trabalho e o papagaio diz-lhe
> "Psssst!" e com uma ASA faz-lhe sinal para ele se chegar. "Não sei !
> Se devia contar-te isto ou não, mas é acerca DA tua mulher... E do
> carteiro".
>
>
> "De que estás a falar?", pergunta o homem.
> "Quando o carteiro veio hoje, a tua mulher cumprimentou-o à porta
>
> vestida com uma camisa de noite preta e beijou-o apaixonadamente" .
> "O QUÊ???", o homem exclama, incrédulo.
> "E DEPOIS, o que aconteceu?"
> "Bom, o carteiro entrou em Casa, levantou-lhe a camisa e começou a
> beliscá-la", disse o papagaio.
> "Meu Deus!", o homem exclama. "E depois o que se seguiu?"
> "Bom, ele tirou-lhe a camisa de noite, pôs-se de joelhos e começou a
> apalpá-la toda, começando nos seios e lentamente começando a
> descer..."
>
> "BOM???" pergunta o homem desvairado, "E DEPOIS O QUE ACONTECEU??"
> Isso queria eu saber. Fiquei com tesão e caí do poleiro!
>
>

publicado por Fernando Ramos às 20:22

Março 27 2013

Era uma vez um rei Português que queria ir pescar. Ele chamou o seu meteorologista e pediu-lhe a previsão do estado do tempo para as próximas horas. Este assegurou-lhe que não iria chover . Como a noiva do monarca vivia perto de onde ele iria, ele colocou o seu fato mais elegante. No caminho, ele encontrou um camponês montando seu burro que viu o rei e disse: - "Majestade, é melhor regressar ao palácio porque vai chover muito." É claro que o rei ficou pensativo: - "Eu tenho um meteorologista muito bem pago que me disse o contrário. Vou seguir em frente. " E assim fez ... e, claro, choveu torrencialmente. O rei ficou encharcado e a namorada riu-se dele ao vê-lo naquele estado. Furioso voltou para o palácio e despediu o seu empregado. Ele convocou o camponês e ofereceu-lhe o trabalho de meteorologista, mas este disse-lhe: - "Senhor, eu não entendo nada disso, mas se as orelhas do meu burro estão caídas, significa que vai chover " Então o rei contratou o burro.


ASSIM COMEÇOU O COSTUME DE EM PORTUGAL SE CONTRATAREM BURROS, QUE DESDE ENTÃO TÊM AS POSIÇÕES MAIS BEM PAGAS NO GOVERNO!

publicado por Fernando Ramos às 20:15

Março 27 2013

Um PORTUGUÊS (açoreano) exemplar! (Parece ficção)...? Para não esquecer um homem digno.!!!!!!!!! Será que algum político actual conhece a história deste homem?????????? Destes, nasceu uma vez UM! Era oriundo de famílias aristocráticas e descendente de flamengos. O pai deixou de lhe pagar os estudos e deserdou-o. Trabalhou, dando lições de inglês para poder continuar o curso. Formou-se em Direito. Foi advogado, professor, escritor, político e deputado. Foi também vereador da Câmara Municipal de Lisboa. Foi reitor da Universidade de Coimbra. Foi Procurador-Geral da República. Passou cinquenta anos da sua vida a defender uma sociedade mais justa. Com 71 anos foi eleito Presidente da República. Disse na tomada de posse: "Estou aqui para servir o país. Seria incapaz de alguma vez me servir dele..." Recusou viver no Palácio de Belém, tendo escolhido uma modesta casa anexa a este. Pagou a renda da residência oficial e todo mobiliário do seu bolso. Recusou ajudas de custo, prescindiu do dinheiro para transportes, não quis secretário, nem protocolo e nem sequer Conselho de Estado. Foi aconselhado a comprar um automóvel para as deslocações, mas fez questão de o pagar também do seu bolso. Este SENHOR era Manuel de Arriaga e foi o primeiro Presidente da República Portuguesa. Pena ter-se extinguido a espécie!...

publicado por Fernando Ramos às 20:08

Março 26 2013

Numa reunião da Cooperativa Alentejana:

 - Compadres, este ano vamos comprar uma máquina nova para apanhar
azeitonas, que faz tudo sozinha, ela recolhe as azeitonas das árvores,
separa as folhas e ramos partidos e até retira os caroços.
Vamos aumentar imenso a nossa produtividade e poupar muito na
mão-de-obra.

- Isso parece realmente muito bom, compadre, mas diga-me lá, essa
máquina também faz SEXO?

- SEXO? Oh compadre, claro que nãoooo...

- Antão deixe-se lá dessas modernices, compadre, e mande vir as
mulheres do ano passado! 

 

publicado por Fernando Ramos às 21:03

Março 26 2013

publicado por Fernando Ramos às 17:38

Março 25 2013

publicado por Fernando Ramos às 17:59

Março 23 2013

 

Numa altura de eleições no clube das osgas submissas, nada melhor que lembrar um episódio entre João Rocha e pedroto (também conhecido por "pai do provincianismo complexado"), quando o primeiro pensou em contratar o segundo para treinador do scp (imagem tirada daqui)

 


"Mas o senhor presidente esqueceu-se do que eu lhe tinha dito logo no nosso primeiro encontro: só vou para um clube que dê garantia de contar com os árbitros"  


"Como? (indagou João Rocha) Não estou a perceber"


"Quinze mil são para mim, mas para os árbitros são precisos outros tantos..."

O contrato acabou por não ser assinado. Mas e se fosse hoje?

 

E se esta questão fosse colocada aos presidentes que sucederam a João Rocha (e que tornaram o zbording cada vez mais submisso ao futebol corrupto do porto)?!?

 

E se o presidente que for eleito nas eleições de amanhã fosse confrontado com um cenário destes por parte dum treinador que queriam contratar para o clube??? Pois... de qualquer forma fica bem presente que foi opedroto pai dos complexados de provincia um dos primeiros a lançar a semente daquilo que viria a ser o clubeco regional de andrades corruptos: um clubezeco que vive de ajudas dos árbitros, que sobrevive de compadrios nas estâncias que controlam o futebol em Portugal, que beneficia da proteção vergonhosa por parte dos mérdia avençados.


Quem continua em grande é a associação de futebol do Porto. Depois de homenagearem o olarápio benquerença, depois de homenagearem o fdgp do proença, eis que chegou a vez (será a primeira?) do maior cancro do desporto em Portugal:

"O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, será distinguido pela Associação de Futebol do Porto na próxima segunda-feira com a medalha de mérito de classe ouro para Dirigente do Século."

Quem se seguirá? Um pedófilo? Um terrorista? O lance armstrong??

 

(do Blogue http://oantitripa.blogspot.pt/

publicado por Fernando Ramos às 23:35

Março 21 2013

NO BAR

 

Um homem chega a um bar e vê um cesto cheio de dinheiro no canto.
É claro que pergunta:
- Porquê que este cesto está cheio de dinheiro?
E o barman:
- Bem, você paga 10€ e, se passar por três testes, então terá todo o dinheiro do cesto...
- Quais são os testes?
- Primeiro pague. Esta é a regra.
Então o homem pagou ao barman os 10 € e este colocou a nota no cesto, com as demais.
- Ok.
Aqui está o que tem de fazer:
- Primeiro: tem de beber esta garrafa de bagaço, tudo de uma vez só e sem fazer nenhuma careta.
- Segundo: há um Pitbull lá fora, com um dente estragado, que lhe dói muito. Tem de arrancar o tal dente com as suas próprias mãos.
- Terceiro: há uma senhora de 90 anos, no segundo andar, que nunca teve um orgasmo na vida. Terá que fazer amor com ela e fazer com que ela finalmente o tenha.
- Não posso fazer tudo isso...é impossível!!!
Mas como o homem estava mesmo aflito de dinheiro, resolveu aceitar o jogo:
- Onde está o bagaço?
O barman deu-lhe a garrafa.
O homem agarrou com as duas mãos e entornou-a inteira pela boca, sem fazer nenhuma careta, apesar das lágrimas escorrerem pela cara.
Depois, levantou-se com dificuldade, olhou para todos, com cara de valente, e saiu do bar em direcção ao Pitbull.
Todos ouviram os latidos do cão, os gritos do homem, uma confusão infernal, até que o Pitbull uivou longamente, por 3 minutos, e, de repente, um silêncio imenso pairou no ar.
Todos pensaram que o homem tinha morrido.
Repentinamente, ele entra no bar, todo arranhado, e pergunta:
- E agora, onde está a velha do dente estragado?!!!!

publicado por Fernando Ramos às 16:47

Março 21 2013

publicado por Fernando Ramos às 09:23

Março 16 2013

publicado por Fernando Ramos às 14:29

Março 15 2013

publicado por Fernando Ramos às 15:38

Março 15 2013

publicado por Fernando Ramos às 12:08

Março 14 2013

 

Um homem de  67 anos foi ao médico, e ao ser atendido, disse:


- Doutor, não sei o que anda a acontecer comigo; já não consigo fazer amor, não tenho erecção!


O médico respondeu:


-Meu caro senhor, isso na sua idade é mais do que normal.


-Mas como normal, doutor??? Eu tenho um primo de 89 anos que diz que dá 3 por dia!!!


Resposta do médico:


- Mas o senhor também pode dizer! As suas cordas vocais estão impecáveis!!!

 


publicado por Fernando Ramos às 19:09

Março 12 2013

publicado por Fernando Ramos às 11:32

Março 10 2013

publicado por Fernando Ramos às 12:40

Março 09 2013

 

O CUNHADO


Em São Paulo, um homem sentiu-se mal no meio da rua, caiu e foi levado paraa urgência de um hospital particular, pertencente à Universidade Católica, administrado totalmente por Freiras.
Lá, verificou-se que teria de ser urgentemente operado ao coração, o que foi feito com total êxito.
Quando acordou, a seu lado estava a Freira responsável pela tesouraria do hospital e que lhe disse prontamente:
- Caro Senhor, sua operação foi bem sucedida e o Senhor está salvo. Entretanto, há um assunto que precisa de sua urgente atenção: Como o senhor pretende pagar a conta do hospital ?E a cobrança começou...- O Senhor tem seguro-saúde?
- Não, Irmã.
- Tem cartão de crédito?
- Não, Irmã.
- Pode pagar em dinheiro?
- Não tenho dinheiro, Irmã.
E a freira começou a suar frio, antevendo a tragédia de perder o recebimento da conta hospitalar ! Continuou com o interrogatório;- Em cheque então, o senhor pode pagar ?
- Também não, Irmã.

Nessa altura, a freira já estava a beira de um ataque. E continuou...
 - Bem, o senhor tem algum parente que possa pagar a conta?
- Ah.... Irmã, eu tenho sómente uma irmã solteirona, que é freira, mas
 não tem um tostão.A Freira, corrigindo-o:- Desculpe que lhe corrija, mas as freiras não são solteironas, como o senhor disse. Elas são casadas com Deus !!!- Magnífico! Então, por favor, mande a conta pro meu cunhado!
Assim nasceu a expressão: "Deus lhe pague".

publicado por Fernando Ramos às 15:57

Março 08 2013

 

A MAFIA NO FUTEBOL

 

APITO DOURADO

Estes artigos vem publicados no site www.antiantibenfica.blogspot.com - por aqui podemos ver como anda o futebol em Portugal 'Um nojo' desde já os meus agradecimentos a este site por ter publicado estes artigos e ficarmos a ter uma ideia como é o 'Processo apito dourado'.


Há sensivelmente dois meses, desde a data de publicação de este post, recebi um e-mail com o título "A mafia do futebol", o qual terei oportunidade de publicar neste espaço.

Na altura, chamou-me a atenção o nível de detalhe que as descrições continham, deixando perceber que a fonte só podia ser alguém muito bem colocado no meio.

Quanto ao mail, dei-lhe a importância que devia: acreditei convictamente no mesmo, e guardei-o para futuras referências. Quis o destino que a sequela do caso "Apito Dourado" o tornasse de novo actual.

Terei oportunidade de transcrever aqui, todos os artigos que encontrar relacionados com o caso. Isto é importante por causa do seguinte aspecto: Não tenho qualquer tipo de provas sobre o que é dito no mail, nem tão pouco sei quem o escreveu, limitar-me-ei a transcrevê-lo. Os factos que decorrerem do avançar do processo encarregar-se-ão de confirmar ou não, a veracidade do seu conteúdo.

Para já, e como primeira "prova", depois da transcrição do email, leiam a notícia do Record de 05 de Dezembro, com as medidas de coacção aplicadas ao empresários Araujo. Um bom exercicio será cruzar os dois textos...


"A MAFIA do futebol

A MAFIA

As primeiras reuniões do Sistema realizaram-se ainda nos anos 70 e quando Pinto da Costa era secionista do andebol do Porto, eram na confeitaria 'Petulia' no Porto. Aí se começou a 'cozinhar' o Sistema.

Reinaldo Teles possui vários bares de alterne(casas de prostituição), onde se encontram com regularidade pessoas ligadas ao futebol, e onde eles enchem os bolsos da seguinte maneira:

o presidente do clube A quer subir de divisão. Paga por exemplo 30
mil contos ao sistema, que por sua vez gasta 10 mil contos em árbitros e guarda 20 mil. Sexo e dinheiro compram tudo e todos, incluindo árbitros, políticos, dirigentes,etc.

Outro truque é levarem os árbitros ás casas de meninas, filmarem tudo e depois chantagearem-nos.

Outro exemplo: o árbitro X tem algumas dificuldades monetárias, por exemplo para pagar uma letra, o Sistema empresta dinheiro. E depois exige-o de volta. Como o árbitro não pode pagar de imediato, torna-se escravo do Sistema. Como resultado as vergonhosas arbitragens a que estamos habituados. Quem não se lembra do famoso caso dos 'Quinhentinhos'?

A SUBIDA DE PINTO DA COSTA AO PODER

Por intermédio de Pedroto, os jogadores fizeram greve e se não houvesse eleições não jogariam. Houve eleições. Nas sessões de esclarecimento aos sócios de Américo de Sá(que era o presidente), o nosso 'amigo' Reinaldo Teles arranjava uns capangas, para armarem porrada e as sessões nunca chegavam ao fim. Isto e a greve dos jogadores veio dar força a PC que ganhou as eleições. Os jogadores pararam logo a greve e foi assim que o MAFIOSO chegou ao poder(com dinheiro do dono da Petúlia(IlídioPinto), que mais tarde se mostrou desgostoso, pois tinham-lhe prometido a vice-presidência e depois nada. Só anos mais tarde chegou a dirigente do clube. Já agora, o Pintinho gosta de pensar em si próprio como o Al Capone português.

O SISTEMA E O CLUBE

O sistema não é o Porto clube. São as pessoas que lá estão. Os sócios do Porto sem se aperceberem estão a alimentar uma máquina de fazer dinheiro. Mas o dinheiro que entra no clube é muito pouco, pois grande parte é para o Sistema.

Também há tráfico de droga. O autocarro do Porto foi revistado na portagem dos Carvalhos há uns anos atrás e passados meses foi preso Mariano(antigo jogador do Porto), que foi bode expiatório a troco de dinheiro.

Com certeza já ouviram falar de Lucianno de Onofrio. Na sua família encontram-se membros da Camorra. Esse empresário trabalha com o Porto e faz parte do Sistema. Este e outros empresários portugueses e estrangeiros trabalham com o Porto e alguns deles estiveram envolvidos no escândalo de corrupção do clube francês Olympique Marseille. Eles trabalham assim:

COMO VENDER JOGADORES MISERÁVEIS POR MILHÕES DE CONTOS

Eles compram um jogador médio, barato, ele faz uns jogos pelo Porto e depois é vendido a um clube estrangeiro amigo por uma fortuna. Nesse clube amigo eles têm um treinador(normalmente um ex-treinador do Porto) que trabalha com a MAFIA ou um empresário de jogadores. Eles convencem esse clube a comprar o tal jogador do Porto por milhões de contos e normalmente é assim que o bolo é dividido:

Sistema(MAFIA)-50%
FC Porto-30%
o treinador ou o empresário-20%

Exemplo:
Foram buscar o Jorge Plácido(um jogadorzeco dos anos 80) bem barato, fez meia dúzia de jogos pelo Porto e depois foi vendido por um balúrdio ao Matra Racing de Paris. Quem era o treinador do Matra?
O Artur Jorge. O bolo foi dividido assim:
Artur Jorge-20%
Sistema-50%
Porto-30%
E ficaram todos a ganhar e contentes menos o Matra Racing.

E as vendas de vários outros jogadores fizeram-se através de empresários amigos que inflaccionaram o valor e o preço dos jogadores do Porto: Emerson(Midlesbrough), Doriva(Sampdória), Domingos(Tenerife), Baía(Barcelona) Fernando Couto(Parma), Rui Barros(Monaco), Folha(Standard Liége), Latapy(Espanha), Mielcarsky(Spain),etc, a lista é
interminável.

Lembram-se daquele guarda-redes frangueiro Krajl? O Porto tinha que se despachar dele. Quem foi o pato? O PSV Eindhoven que era treinado pelo Bobby Robson.

Outros nomes que talvez vos digam algo: Tomislav Ivic, Manuel Barbosa, José Veiga(que já se zangou e fez as pazes com o FCP umas 10 vezes, tudo teatro para enganar o Benfica e o Sporting, e os poder minar por dentro).

MARINHO NEVES
Muitos jornalistas tentaram há alguns anos atrás denunciar e expôr a MAFIA do futebol. Mas foram ameaçados e espancados pelos capangas do FCP(cujo nome oficial é Corpo de Segurança Privado).
Marinho Neves foi um corajoso jornalista. Escreveu o livro 'Golpe de Estádio' onde de forma romanceada ele conta a história da MAFIA com nomes falsos. Antigo jornalista do Norte Desportivo e Gazeta dos Desportos já o espancaram várias vezes, para ele se calar. Colaborou com a SIC nos Donos da Bola. O livro teve algum sucesso há 3/4 anos, mas agora está esquecido.

Por falar em G. Abel ele está todos os domingos que o Vilanovense(Gaia) joga em casa lá está ele no campo. Talvez ele diga algo, uma vez que foi traído pelos ex-amigos do sistema. Benfiquistas do Norte vejam se lhe conseguem arrancar alguma coisa.

Agradeço a um benfiquista de Gaia pela sua ajuda.

Estas denúncias chegaram-me de um tipo que se diz antigo jornalista do jornal O Jogo.

O Reinaldo Teles passou as casas de prostitutas para nome de um tipo que ainda não sei quem é porque dava muito nas vistas, visto que o Granada, o Calor da Noite, Diamante Negro, entre outros, que eram os mais frequentados na altura, era onde se faziam algumas transacções de droga.

O próprio Reinaldo Teles foi apanhado em frente á alfândega do Porto num mercedes cheio de droga, mas muita gente 'comeu' às custas disso e nunca se soube nada, até um jornalista do 'Público' teve uma 'prenda' do Reinaldo Teles quando o próprio descobriu a história.

Em relação ao guarda Abel, ele não foi traído, mas sim 'aconselhado', mas ficou bem na vida... Só que ele é um granda putanheiro que estourou tudo no jogo e nas putas, agora tem umas tipas a render para ele.

Em relação á Olivedesportos, quando o Benfica quebrou o contracto, depois do Vale e Azevedo se tornar presidente, o Guilherme Aguiar, o Pinto da Costa, Manuel Tavares(editor do jornal O Jogo), Ronaldo Oliveira(filho do Oliveira), António Oliveira(o ex-treinador do Porto) e mais uns tipos que não me recordo agora, reuniram-se na sala de reuniões do jornal O Jogo, para tomar medidas no 'sistema' para o Benfica sofrer represálias intimidatórias, tanto a nível de imprensa como a nível federativo (Liga incluída). Obviamente que esta reunião foi 'off-the-record'. E muitas mais merdas. As mais banais eram as notícias fabricadas ou as inflamadas. Porque segundo o Jorge não sei das quantas, o responsável financeiro ou qualquer coisa do género do jornal O Jogo, 'o Benfica é que vende'.
Mandaram um sócio do Porto pagar a um cunhado para dizer que o jornal o tinha subornado para dizer mal do FCP. Este caso até passou nos 3 canais de TV."

E agora, a notícia do Record...


PC VIU VALIDADO MANDADO DE DETENÇÃO
Araújo implica os dragões

Acusado de cinco crimes de corrupção desportiva, António Araújo foi ao mesmo tempo impedido pela juíza que tutela o processo Apito Dourado de frequentar "o Estádio do Dragão ou qualquer casa de alterne". O empresário de Diego e de Leandro terá de entregar o seu passaporte e só saiu em liberdade mediante uma caução de 100 mil euros, estando também proibido de contactar Pinto da Costa, Augusto Duarte, Jacinto Paixão, Manuel Quadrado, José Chilrito, José António Pinto de Sousa (ex-presidente do Conselho de Arbitragem da FPF), Francisco Costa (ex-vogal do CA da FPF), outros árbitros de futebol e dirigentes do FC Porto ou da sua SAD.

Pinto da Costa, por seu lado, viu o mandado de detenção emitido pelo Ministério Público ser validado pela juíza Ana Cláudia Nogueira, tendo-lhe sido "restituída a liberdade" devido à demora no interrogatório a António Araújo e pelo facto de o presidente portista se ter apresentado no tribunal de forma "voluntária e espontânea". O que terá de fazer novamente 3ª feira, às 9 horas, pois na 2ª feira a juíza não tem agenda.

António Araújo começou a ser ouvido às 20 horas de sexta-feira e o interrogatório terminou poucos minutos antes das três horas de ontem. Na próxima 2ª feira, o empresário terá de entregar o seu passaporte na secretaria do Tribunal de Gondomar e tem dez dias para prestar a caução que o vai manter em liberdade.

Face às medidas de coacção que lhe foram aplicadas, é de admitir que as acusações que visam António Araújo envolvam o FC Porto e alguns dos seus dirigentes, como o atesta o facto de estar impedido de frequentar o Estádio do Dragão e de contactar dirigentes do clube e da SAD.

O processo Apito Dourado acumula agora um total de 177 crimes e são conhecidos 22 arguidos.

Prostitutas brasileiras em foco

Todos os indícios continuam a apontar para factos ocorridos na noite anterior ao jogo FC Porto-Estrela da Amadora (mas não só), disputado no passado dia 24 de Janeiro, com os dragões a vencerem por 2-0. Prostitutas brasileiras, entretanto ouvidas pelo MP, terão prestado serviços a terceiros, tendo António Araújo conduzido a operação após ordem superior. As buscas entretanto realizadas tiveram como objectivo encontrar documentação que reforce a acusação que estará pendente.


Fiquem atentos ao desenvolvimento...

PARTE 2

Atente-se a esta espantosa entrevista de Octávio Machado ao Correio da Manhã de Sábado, 11 de Dezembro de 2004

Da mesma, fica esta pequena transcrição.

"CM: Ficou surpreendido com as evoluções do processo ‘Apito Dourado’?

OM: – Eu, que ando há quarenta anos no futebol?! Fui a primeira pessoa a falar do sistema. Dez anos antes de Dias da Cunha o fazer. Pensa que alguma vez vou esquecer o que vivi antes do jogo Gil-Vicente-FC Porto na época de Carlos Alberto Silva. Foram os momentos mais traumatizantes da minha vida e da minha carreira. Esse jogo determinava a descida de divisão do Gil Vicente, treinado por António Oliveira, caso a equipa perdesse contra o FC Porto, na altura do jogo já campeão nacional.

Não esquece porquê?

– Porque tive de lutar para que mantivéssemos a nossa dignidade.

Sofreu pressões para que o FC Porto facilitasse a vida ao Gil Vicente?
– Num telefonema chegaram a dizer-me que eu era a única pessoa do FC Porto que desejava a vitória da equipa frente ao Gil Vicente.

Quem lhe telefonou?
– Um amigo. De facto, bem vi aqueles que foram ao balneário do Gil Vicente festejar a vitória da equipa. Perdemos por 1-0, mas não perdemos a dignidade porque não cedo a pressões e disse isso mesmo aos meus jogadores no fim do jogo.

Pinto da Costa deu-lhe a entender que o FC Porto devia facilitar?
– Nunca me diria isso porque me conhece.

Algum dirigente do FC Porto o fez?

– Há muitas maneiras de fazer pressão. Posso apenas dizer que vivi momentos muito difíceis, mas tenho que deixar alguma coisa para revelar no meu livro. Mas não foi a única vez que me aconteceu. Num jogo entre a Académica e o FC Porto em que se discutia a descida de divisão da Académica, também passei por situações difíceis. Acabamos por ganhar com um golo de Raudnei, infelizmente para alguns, porque não era suposto o FC Porto ter ganho esse jogo à Académia.

Em que época se passa esse segundo episódio?

– Quando Ivic era treinador do FC Porto.

O treinador da Académica era António Oliveira...

– Exactamente.

Foi pressionado, por duas vezes, para não prejudicar duas equipas, treinadas por António Oliveira?

– Vivi momentos muito difíceis."

A julgar pela entrevista, se o sucessor do Papa no FCP for o Oliveirinha, temos que o legado de trafulhice tem a transição assegurada...

Àh pois é!...


PARTE 3

A Mafia do futebol III
Enquanto estiver disponível, é de leitura obrigatória o artigo de opinião que Daniel Reis (uma espécie de Leonor Pinhão, a nossa mentora, só que para os lagartos...) escreve n' A Bola de 10 de Dezembro.

Deixo aqui algumas passagens (o artigo divide-se em vários pontos), mas sem dúvida que todo artigo é excelente...

"(...)

5 - Reporta-se essa história ao tempo emque os cartões começaram a fazer mossa no futebol profissional. A Associação do Porto já por essa altura comandava a arbitragem e escolhia os seus chefes com o placet não declarado do Papa do futebol. Treinadores conheci, então, que juravam adivinhar que árbitro lhes seria destinado, na jornada precedente ao seu jogo com o FC Porto. E não é que acertavam, sempre, pois eram-lhes enviados osmais famosos na arte de amarelar quem estava no limite da suspensão?

6 - Um dia perguntei a um desses treinadores se acusava alguém, especificamente, por este controlo à distância das nomeações, para afastar indirectamente dos jogos com o FC Porto os jogadoresX,YouZ.Ejáporessetempo o objecto de todas as suspeições era outro (o seu famosíssimo treinador à época) e não o dirigente que mandava no futebol portista.

7 - Como se previa, não foi a voz de Pinto da Costa a apanhada nas velhas escutas telefónicas da Judiciária, quando alguém pelo FC Porto negociou os quinhentinhos com o árbitro José Guímaro. Foi a de Reinaldo Teles. E na ordem de pagamento das férias do árbitro Calheiros, gozadas no Brasil, a assinatura válida era também a de um subalterno qualquer, subitamente investido da autonomia adequada a tal acto.

(...)

9 - Para meu espanto, já foi a voz do presidente, em pessoa, que apareceu ao telefone com Pinto de Sousa (segundo relatos do Apito Dourado- I) a encomendar um árbitro para um jogo da Taça. Talvez se explique o deslize pelo facilitismo, que o demandante não cultivava noutros tempos. Mas compreende-se: quem tantas encomendas do género fez com sucesso, directamente ou por interpostos mensageiros, ia lá agora admitir que as coisas mudaram e até um simples favorzinho, de presidente a presidente, levantasse suspeitas?


10 - Recordam-se da sugestão de Dias da Cunha, para serem apurados os montantes em trânsito e os destinatários efectivos do dinheiro pago a mais pelo FC Porto para desviar o jogador Paulo Assunção do Sporting? Presumo que esta transferência seja uma das que estão sob investigação. Mas Pinto da Costa também nada deve ter a ver com o caso. Nem ele, nem o presidente do Nacional. E o mais certo é provar-se que o tal empresário Araújo, também apanhado na teia, foi o único que lidou com esta e outras massas menos recomendáveis."

PARTE 4


Não se Liga ao futebol!
No seu Bilhete, no MaisFutebol, Luís Sobral fala de uma certa passividade, lentidão e mão branda da Comissão Disciplinar da Liga, em casos recentes:


Comissão Disciplinar: atirar baldes a árbitros sai barato
[ 2004/12/15 | 12:43 ] Luís Sobral

A Superliga está em roda livre.

O presidente da Liga encontra-se impedido de exercer funções, no âmbito de um processo de corrupção desportiva.

A Liga está desde Abril com um presidente interino, o director executivo Cunha Leal, naturalmente sem a força que deveria ter.

O presidente do F.C. Porto é arguido no processo «Apito dourado».

O presidente do Sporting diz que a investigação judicial em curso é coisa pouca e abre uma nova frente, o dinheiro sujo das transferências.

O presidente do Benfica acusa toda a gente de cobardia, mas à excepção de um «DVD voador» e da mais triste conferência de imprensa do futebol português recente, desconhece-se qualquer ideia construtiva.

Há árbitros e auxiliares impedidos de exercer a sua actividade, também arguidos no processo de corrupção desportiva.

No meio de tudo isto, exigia-se que pelo menos a Comissão Disciplinar da Liga desse alguns sinais de empenho e procurasse ser exemplar.

No entanto, é exactamente o contrário que se verifica.

Esta terça-feira ficámos a saber que finalmente, dois meses depois (!), haverá um inquérito ao caso dos bilhetes no Benfica-F.C. Porto. Recorde-se que esse tema valeu uma semana de tensão e contribuiu para instalar um clima de guerra no jogo mais importante da Superliga até ao momento.

A mesma CD decidiu punir com 3500 euros o Penafiel e abrir um inquérito ao presidente do clube, António Oliveira.

A multa até parece elevada, mas se virmos as imagens percebemos que é profundamente inadequada ao que de facto se passou. Um auxiliar foi alvejado com uma garrafa e um balde. O jogo esteve interrompido dez minutos.

Na prática, é como se nada se tivesse passado. O clube pagará a multa e na próxima jornada lá estarão os mesmos adeptos, incapazes de um comportamento cívico e desportivo, a tentar pressionar a equipa de arbitragem. Recorrendo para isso a todos os meios.

Resta apenas uma dúvida: se da próxima vez o balde acertar na cabeça do árbitro qual será a multa? Aposto em 4500 euros...


Em primeiro lugar, tenho estranhado que estas pequenas crónicas de Luís Sobral apareceçam cada vez mais escondidas no site. Nem a uma referência na página inicial têm direito, o que é, no mínimo, bizarro, sendo Luís Sobral o director da publicação.

Voltando ao essencial, este reparo à Comissão Disciplinar só peca por tardio. Desde que o futebol profissional passou a ser tutelado e organizado pela Liga de Clubes que se tem assistido a decisões perfeitamente bizarras, de ambas as Comissões (Disciplinar e Arbitral). Castigos que já não são castigos, processos arquivados com provas mais do que evidentes, jogadores castigados 2 meses depois da infracção em véspera de jogo importante (sim, estou a falar de Jardel num Sporting-Benfica) são apenas as asneiras mais sonantes.

Mas, quanto a mim, o que mais me choca é a incapacidade da Liga exercer a disciplina sem contemplações, protegendo sobretudo o espectador e o intérprete do futebol espectáculo. Vejamos:

Manuel Fernandes rasteirou um adversário por trás, sem bola. É expulso e castigado com 2 jogos. Benny McCarthy deu 2 socos a um adversário. É expulso e castigado com 2 jogos. Qual é a diferença entre estes 2 lances para lá da cor da camisola? Será difícil perceber quem deveria ter tido um castigo de 5 ou 6 jogos? Este tipo de atitudes pedagógicas só iriam proteger o nosso já débil futebol, afastando cada vez mais os jogadores violentos e sarrafeiros. Há falta de coragem.

António Oliveira é presidente do Penafiel e agora dono de 10% da SAD do FCP. Em primeiro lugar, ainda não ouvi ninguém d'O Jogo a referir que esta situação é imoral, como ouvi acerca de José Veiga e referi aqui no blog. Atira baldes e garrafas ao árbitro, incita à violência, é multado em 3500 euros. Até o pobre Avelino Ferreira Torres já deve estar a pensar comprar acções do FCP para que o Marco não seja castigado na sua próxima explosão. Aparentemente, o investimento em títulos compensa, mesmo quando a economia aperta! Melhor: Miguel e Nuno Gomes aparecem no balneário do Benfica-Estoril, sem estarem sequer na ficha de jogo, e são alvo de processos disciplinares da Liga, graças ao inefável Delegado que não perdeu tempo a anotar as gravíssimas infracções dos cidadãos (porque naquele jogo não eram jogadores)! Se eu lá estivesse, também seria?

Luís Fabiano foi inscrito já com o campeonato a decorrer. O FCP adiou o seu jogo com o U.Leiria, que deveria ter sido disputado ainda sem Luís Fabiano. Claro que a Liga baralhou todos os regulamentos e voltou a dar, perdendo-se em precisosismos da linguagem dos regulamentos para explicar o inexplicável e abrir este espantoso precedente. Mais uma vez, falta de coragem.

Jorge Costa, em Guimarães, atropelou o fiscal de linha (e não me digam que foi sem querer!). Ninguém falou, ninguém viu, ninguém se queixou. Na Premier League, tocar no árbitro dá castigo, quanto mais intimidá-lo e agredi-lo fisicamente. Falta de coragem.

O Sporting acaba de antecipar o seu jogo para a Taça de Portugal para limpar o cartão de Liedson. Embora os pobres regulamentos o permitam (se calhar mais pelo seu vazio do que pelo texto propriamente dito), isto é incrivelmente promíscuo, anti-desportivo e vergonhoso. A Liga não se pronunciou, a Federação também não. É tempo de acabar com a troca de castigos entre provas. Ou então, punir de forma mais severa um jogador que tenta ser admoestado.

O Benfica vai ser alvo de processo disciplinar por causa dos bilhetes do Benfica-FCP. Era assumido pela Direcção que tal ia acontecer. Mas continuo a não ver regulamentação no sentido de baixar os preços dos bilhetes para mpedir que se paguem mais de 50 euros por um jogo num campo sem condições, entre uma equipa que só defende e outra que tenta fazer pela vida. Isto acontece em todos os jogos fora do Benfica. Também não há Liga para isto.

Quanto a adeptos, já nem vale a pena falar. Onde há azul e branco, há confusão. Na Luz, em Alvalade, em Guimarães, no Bessa, em qualquer lado. E se não fosse A Bola pouco saberíamos das perseguições automobilísticas que os Super-Escarretas fazem à sua equipa quando há derrotas. E nem quero começar a pensar nas facadas em Alvalade ou nas pilhagens das Auto-Estradas. Ou serão só os desordeiros da Luz que atiram pedras?

O futebol profissional é uma realidade. A regulamentação, gestão e organização profissional são uma miragem. E quem é que ganha com isso?

PARTE 5

Não se Liga ao futebol! (II acto)
Ainda a propósito do que falámos no anterior post, Luís Sobral escreve novo comentário endereçado à Liga e que aqui reproduzimos:

Liga: apenas mais um exemplo ridículo

Nuno Gomes e o Benfica vão ter pagar a mais elevada multa desta época, 3200 euros, por o avançado ter faltado à «flash interview», no final do Benfica-F.C. Porto.
À primeira vista até nem parece muito, para quem comete aquilo que o regulamento da Liga designa por falta grave. Mas quando percebemos que é a multa mais cara até agora começamos a desconfiar.

Uma pequena pesquisa causa espanto.

Um caso grave como o que sucedeu em Guimarães (Vitória-Sporting, cadeiras arremessadas em direcção ao árbitro) custou aos minhotos 1500 euros.

A agressão em Penafiel, também num jogo com o Vitória de Guimarães, custou 2000 euros. A tentativa de agressão, uns minutos antes, valeu 1500 euros.

As palavras de José Veiga sobre Olegário Benquerença, outro exemplo (no final do Benfica-F.C. Porto), custaram-lhe 1500 euros e um mês de suspensão (já agora, suspenso de quê se não tomou posse como administrador da SAD?).

Ou seja, tudo isto (e são apenas alguns exemplos sem recurso à violência entre jogadores, no jogo, ou a declarações de treinadores no final dos mesmos) é menos grave do que faltar a uma flash interview. Pelo menos para a Comissão Disciplinar da Liga.

Desculpem lá, se isto não é ridículo, mandem por favor a vossa sugestão.

Mais nada!

(os meus agradecimentos ao site www.antiantibenfica.blogspot.com)

Nota:
Um dia deste irei publicar a história do Pinto da Costa que vem no site www.casavelha.weblogger.com,br, se quiserem passar por lá vale a pena, é realmente um nojo o que se passa lá para as bandas da equipa do Futebol Clube do Porto. ONDE ESTÁ A VERDADE DESPORTIVA??????

pimenta-loureiro-p.costa.jpg

publicado por Fernando Ramos às 20:14

Março 06 2013

publicado por Fernando Ramos às 16:43

Fevereiro 28 2013

A caixa de correio
 
Num domingo pela manhã, um homem cortava a relva calmamente quando a sua vizinha loira boazona caminhou até à caixa de correio, abriu-a, fechou com força e voltou furiosa para casa.
O homem lá continuou a aparar a relva quando, de repente a loiraça voltou.
Ela caminhou a bufar até à caixa de correio, abriu, fechou, deu um soco na caixa e voltou para casa com cara de furiosa. Poucos minutos passaram quando ela aparece novamente. Com o andar impaciente, abre a caixa de correio,  bate na caixa, grita e volta para casa a resmungar.

 


O homem, já bastante curioso com a situação, pergunta:

- Algum problema ??????

Ao que ela responde:

- Problema é pouco!!!!! Aquele estúpido do meu computador não pára de dizer que a minha caixa de correio está cheia!!!
 

publicado por Fernando Ramos às 00:13

Fevereiro 25 2013

JOÃOZINHO - INÉDITA


Uma mulher estava grávida de trigêmeos, Joãozinho, Andrezinho e Filipino.

Um dia, quando em frente a sua casa ocorreu um tiroteio, a mulher apanhou com  3 tiros na barriga, acertando uma bala em cada filho.

 

Dez anos depois, quando Andrezinho foi ao banheiro e saiu uma bala do pénis dele, ele foi correndo avisar a mãe:

- Mãe, eu estava fazendo xixi e saiu uma bala do meu pénis.

Daí a sua mãe contou toda a história do tiroteio...

 

No dia seguinte, Filipino estava no banheiro e saiu uma bala de seu pénis. Daí ele foi correndo avisar a mãe:

- Mãe eu estava fazendo xixi e saiu uma bala do meu pénis. Então a mãe contou de novo toda a história do tiroteio...

 

No dia seguinte Joãozinho chegou na mãe assustado.

A mãe logo falou:

- Já sei, você estava fazendo xixi e saiu uma bala do seu pénis!


Joãozinho falou:

- Não, mãe, estava batendo punheta e matei a empregada!

 

publicado por Fernando Ramos às 21:57

Fevereiro 21 2013

publicado por Fernando Ramos às 17:41

Fevereiro 14 2013

 


SEM TIRAR NEM PÔR

"Sei que a raiva não é boa conselheira. Paciência. Aí vai.
Havia dantes no coração das cidades e das vilas umas colunas de pedra que tinham o nome de picotas ou pelourinhos. Aí eram expostos os sentenciados que a seguir eram punidos com vergastadas proporcionais à gravidade do seu crime. Essa exposição tinha também por fim o escárnio popular. Era aí que eu te punha, meu glutão.

Atadinho com umas cordas para que não fugisses. Não te dava vergastadas. Vá lá, uns caldos de vez em quando. Mas exibia-te para que fosses visto pelas pessoas que ficaram sem casa e a entregaram ao teu banco. Terias de suportar o seu olhar, sendo que o chicote dos olhos é bem mais possante que a vergasta.


Terias, pois, de suportar o olhar daqueles a quem prometeste o paraíso a prestações e a quem depois serviste o inferno a pronto pagamento. Daqueles que hoje vivem na rua.


Daqueles que, para não viverem na rua, vivem hoje aboletados em casa dos pais, dos avós, dos irmãos, assim a eito, atravancados nos móveis que deixaram vazias as casas que o teu banco, com a sofreguidão e a gulodice de todos os bancos, lhes papou sem um pingo de remorso.

Dizes com a maior lata que vivemos acima das nossas possibilidades. Mas não falas dos juros que cobraste. Não dizes, nessas ladainhas que andas sempre a vomitar, que quando não se pagava uma prestação, os juros do incumprimento inchavam de gordos, e era nesse inchaço que começava a desenhar-se a via-sacra do incumprimento definitivo.
Olha, meu estupor, sabes o que acontece às casas que as pessoas te entregam? Sabes, pois… São vendidas por tuta e meia, o que quer dizer que na maior parte dos casos, o pessoal apesar de te ter dado a casa fica também com a dívida. Não vale a pena falar-te do sofrimento, da vergonha, do vexame que integra a penhora de uma casa, porque tu não tens alma, banqueiro que és.

Tal como não vale a pena referir-te que os teus lucros vêm de crimes sucessivos. Furtos. Roubos. Gamanços. Comissões de manutenção. Juros moratórios. Juros compensatórios, arredondamentos, spreads, e mais juros de todas as cores. Cartões de crédito, de débito, telefonemas de financeiras a oferecerem empréstimos clausulados em letrinhas microscópicas, cobranças directas feitas por lumpen, vale tudo, meu tratante. Mesmo assim tiveste de ser resgatado para não ires ao fundo, tal foi a desbunda. E, é claro, quem pagou o resgate foram aqueles contra quem falas todo o santo dia.

Este país viveu décadas sucessivas a trabalhar para os bancos. Os portugueses levantavam-se de manhã e ainda de olhos fechados iam bulir, para pagar ao banco a prestação da casa. Vidas inteiras nisto. A grande aliança entre a banca e a construção civil tornavam inevitável, aí sim, verdadeiramente inevitável, a compra de uma casa para morar. Depois os juros aumentavam ou diminuíam conforme era decidido por criaturas que a gente não conhece. A seguir veio a farra. Os bancos eram só facilidades. Concediam empréstimos a toda a gente. Um carnaval completo, obsessivo, até davam prendas, pagavam viagens, ofereciam móveis. Sabiam bem o que faziam.
Na possante dramaturgia desta crise entram todos, a banca completa e enlouquecida, sendo que todos são um só. Depois veio a crise. A banca guinchou e ganiu de desamparo. Lançou-se mais uma vez nos braços do estado que a abraçou, mimou e a protegeu da queda.

Vens de uma família que se manteve gloriosamente ricalhaça à custa de alianças com outros da mesma laia. Viveram sempre patrocinados pelo estado, fosse ele ditadura ou democracia. Na ditadura tinham a pide a amparar-vos. Uma pide deferente auxiliava-vos no caminho. Depois veio a democracia. Passado o susto inicial, meu deus, que aflição, o povo na rua, a banca nacionalizada, viraram democratas convictos. E com razão. O estado, aquela coisa que tu dizes que não deve intervir na economia, têm-vos dado a mão todos os dias. Todos os dias, façam vocês o que fizerem.

Por isso falas que nem um bronco, com voz grossa, na ingente necessidade de cortes nos salários e pensões. Quanto é que tu ganhas, pá?
Peroras infindavelmente sobre a desejável liberalização dos despedimentos.
Discursas sem pejo sobre a crise de que a cambada a que pertences é a principal responsável.
Como tu, há muitos que falam. Aliás, já ninguém os ouve. Mas tu tinhas que sobressair. Depois do “ai aguenta, aguenta”, vens agora com aquela dos sem-abrigo. Se os sem-abrigo sobrevivem, o resto do povo sobreviverá igualmente.

Também houve sobreviventes em Auschwitz, meu nazi de merda!
É isso que tu queres? Transformar este país num gigantesco campo de concentração?
Depois, pões a hipótese de também tu poderes vir a ser um sem-abrigo. Dizes isto no dia em que anuncias 249 milhões de lucros para o teu banco. É o que se chama um verdadeiro achincalhamento.

Por tudo isto te punha no pelourinho. Só para seres visto pelos milhares que ficaram sem casa. Sem vergastadas. Só um caldo de vez em quando. Podes dizer-me que é uma crueldade. Pois é. Por uma vez terás razão. Nada porém que se compare à infinita crueldade da rapina, da usura que tu defendes e exercitas.

És hoje um dos czares da finança. Vives na maior, cercado pelos sebosos Rasputines governamentais. Lembra-te porém do que aconteceu a uns e ao outro."


(texto no FACEBOK de 14.2.2013)


publicado por Fernando Ramos às 17:08

Fevereiro 12 2013

Excelente reflexão esta de António Costa no programa "Quadratura do Círculo"
- SIC Notícias de 5ª feira: às 23 horas


 (...) A situação a que chegámos não foi uma situação do acaso. A União
Europeia financiou durante muitos anos Portugal para Portugal deixar de
produzir;  não foi só nas pescas, não foi só na agricultura, foi também na
indústria, por ex. no têxtil.
 Nós fomos financiados para desmantelar o têxtil porque a Alemanha queria (a
Alemanha e os outros países como a Alemanha) queriam que abríssemos os
nossos mercados ao têxtil chinês, basicamente porque ao abrir os mercados ao
têxtil chinês eles exportavam os teares que produziam, para os chineses
produzirem o têxtil que nós deixávamos de produzir.

 E portanto, esta ideia de que em Portugal houve aqui um conjunto de pessoas
que resolveram viver dos subsídios e de não trabalhar e que viveram acima
das suas possibilidades é uma mentira inaceitável. Nós orientámos os nossos
investimentos públicos e privados em função das opções da União Europeia: em
função dos fundos comunitários, em função dos subsídios que foram dados e em
função do crédito que foi proporcionado.

E portanto, houve um comportamento racional dos agentes económicos em função
de uma política induzida pela União Europeia. Podemos todos concluir e acho
que devemos concluir que errámos, agora eu não aceito que esse erro seja um
erro unilateral dos portugueses. Não, esse foi um erro do conjunto da União
Europeia e a União Europeia fez essa opção porque a União Europeia entendeu
que era altura de acabar com a sua própria indústria e ser simplesmente uma
praça financeira.

E é isso que estamos a pagar!

A ideia de que os portugueses são responsáveis pela crise, porque andaram a
viver acima das suas possibilidades, é um enorme embuste.

Esta mentira só é ultrapassada por uma outra: a de que não há alternativa à
austeridade, apresentada como um castigo justo, face a hábitos de consumo
exagerados.

Colossais fraudes.

Nem os portugueses merecem castigo, nem a austeridade é inevitável.

Quem viveu muito acima das suas possibilidades nas últimas décadas foi a
classe política e os muitos que se alimentaram da enorme manjedoura que é o
orçamento do estado. A administração central e local enxameou-se de milhares
de "boys", criaram-se institutos inúteis, fundações fraudulentas e empresas
municipais fantasma. A este regabofe juntou-se uma epidemia fatal que é a
corrupção. Os exemplos sucederam-se. A Expo 98 transformou uma zona
degradada numa nova cidade, gerou mais-valias urbanísticas milionárias, mas
no final deu prejuízo. Foi ainda o Euro 2004, e a compra dos submarinos, com
pagamento de luvas e corrupção provada, mas só na Alemanha. E foram as
vigarices de Isaltino Morais, que nunca mais é preso. A que se juntam os
casos de Duarte Lima, do BPN e do BPP, as parcerias público-privadas 16 e
mais um rol interminável de crimes que depauperaram o erário público.

Todos estes negócios e privilégios concedidos a um polvo que, com os seus
tentáculos, se alimenta do dinheiro do povo, têm responsáveis conhecidos.

E têm como consequência os sacrifícios por que hoje passamos.

Enquanto isto, os portugueses têm vivido muito abaixo do nível médio do
europeu, não acima das suas possibilidades. Não devemos pois, enquanto povo,
ter remorsos pelo estado das contas públicas.

 Devemos antes exigir a eliminação dos privilégios que nos arruínam.
Há que renegociar as parcerias público-privadas, rever os juros da dívida
pública, extinguir organismos...

 Restaure-se um mínimo de seriedade e poupar-se-ão milhões.

 Sem penalizar os cidadãos. Não é, assim, culpando e castigando o povo pelos
erros da sua classe política que se resolve a crise. Resolve-se combatendo
as suas causas, o regabofe e a corrupção.

 Esta sim, é a única alternativa séria à austeridade a que nos querem
condenar e ao assalto fiscal que se anuncia."

publicado por Fernando Ramos às 16:31

Fevereiro 08 2013

Dentadinhas... na orelha...

 

publicado por Fernando Ramos às 19:16

Fevereiro 03 2013
UMA QUESTÃO DE GENEALOGIA
 

   Uma garotinha pergunta à sua Mãe:


 - "Mamã, como se criou a raça humana?"


A Mãe respondeu:


 - "Deus criou Adão e Eva e eles tiveram filhos, netos. bisnetos e assim se foi formando a raça humana"


Dois dias depois, a garotinha faz a mesma pergunta ao Pai.


O Pai respondeu:


 - "Há muitos anos existiram macacos que foram evoluindo até chegarem aos seres humanos que vês hoje"


 A garotinha toda confundida foi ter com a Mãe e disse-lhe:


- "Mamã, como é possivel que tu digas que a raça humana foi criada por Deus e o Papá diga que a raça humana

resultou da evolução a partir dos macacos?"


 A Mãe, depois de pensar um pouco, respondeu:


- "Olha, minha querida filha, é muito simples..


Eu falei-te da minha família e o teu pai falou da dele ! "

publicado por Fernando Ramos às 17:28

Fevereiro 03 2013

publicado por Fernando Ramos às 14:56

Fevereiro 02 2013

publicado por Fernando Ramos às 17:48

Janeiro 30 2013

Quatro horas da manhã, um homem com o andar meio cambaleante caminha pela rua escura. Uma viatura da polícia aproxima-se e resolve averiguar a situação:


- Onde vai o cidadão a uma hora destas?


- Vou assistir a uma palestra...


- Palestra, a estas horas? Sobre o quê???


- Sobre os efeitos do álcool e das drogas no corpo humano, os danos causados pela pândega e farra na degradação da vida amorosa conju...gal, dos impactos negativos no sistema nervoso central causados pelo fumo e pelo álcool advindos dessa vida desregrada e sem limites, da vida sem Deus no coração e a falta de valores, ...


- Ó meu senhor, agora a sério: quem vai dar uma palestra com essa abrangência a uma hora destas da madrugada?


- A minha esposa, quando eu chegar a casa!

 

publicado por Fernando Ramos às 18:59

Janeiro 28 2013

Depois de arrumar toda a bagagem do Papa Bento XVI (e ele não viaja ligeiro), o motorista reparou que o Papa ainda se encontrava no exterior do veículo.


  --"Desculpe-me Sua Santidade", disse o motorista, "Não se importa de ocupar o seu lugar para que possamos seguir?".


  --"Bem, para dizer a verdade", diz o Papa, "No Vaticano nunca me deixavam conduzir quando era Cardeal, como Papa ainda menos, e apetecia-me mesmo conduzir hoje!".
 

 --"Desculpe-me Sua Santidade, mas não posso fazer isso. Perderia o meu emprego! E se acontecesse alguma coisa?"

 

protestou o motorista, desejando não ter ido trabalhar nessa manhã.


  --"E quem é que vai contar?, diz o Papa com um sorriso?



  Relutantemente, o motorista senta-se atrás, enquanto o Papa ocupa o lugar ao volante.


  O motorista imediatamente se arrepende pois, mal deixam o aeroporto, o Papa mete o prego a fundo acelerando a limusina até aos 205 km/h (lembrem-se que o Papa é alemão).


  --"Por favor, Sua Santidade!" implora o preocupado motorista; mas o Papa continua com o prego a fundo até que se ouvem sirenes.


  --"Oh, meu Deus, vou perder a minha carta de condução e o emprego!", soluçava o motorista.


  O Papa encosta a limusina e desce o vidro quando o polícia se aproxima;


  Quando este olha para ele, regressa à mota e estabelece contacto rádio com a Central.


  --"Preciso de falar com o Chefe", informa ao operador.


  O Chefe responde e o guarda diz-lhe que mandou parar uma limusina que seguia a 205 km/h.


  --"Então aplica-lhe a multa", diz o Chefe.


  --"Não creio que devamos fazer isso, ele é mesmo importante", diz o polícia.


  O Chefe exclama, "Por isso mesmo, multa o sacana!"


  --"Não, é que é MESMO importante", insiste o guarda.


  Então o Chefe pergunta, "Quem tens aí, o Presidente da Câmara?"


  E o polícia: "Mais alto".


  O Chefe: "Um deputado?"


  Polícia: "Mais importante".


  Chefe: "O Primeiro Ministro?".


  Polícia: "Muito mais!".


  --"Bolas", diz o Chefe, "Então quem é?".


  O polícia: "Acho que é Deus!".


  O Chefe fica atrapalhado,

"E o que te leva a pensar que seja Deus?".


  Polícia: "É que o motorista Dele ...  é o Papa!".
     
  
  

publicado por Fernando Ramos às 12:20

Janeiro 26 2013

publicado por Fernando Ramos às 17:26

Janeiro 25 2013

publicado por Fernando Ramos às 18:16

Janeiro 21 2013

 

publicado por Fernando Ramos às 18:57

Janeiro 20 2013
Um professor estava a explicar biologia para o quarto ano na escola.

"Os seres humanos são os únicos animais que gaguejam", diz ele.
 Uma menininha levanta a mão.
 
"Eu tinha um gato que gaguejava." O professor, sabendo como são preciosas algumas dessas histórias, disse à garota para relatar o incidente. 
 
"Bem", começou ela, "Eu estava no quintal com o meu gatinho, e então, o Rottweiler que mora ao lado, veio a correr e, antes que eu percebesse, pulou a cerca para o nosso jardim!" 

"Então foi muito assustador", disse o professor. 

"Com certeza que foi", disse a menina. 
"O meu gatinho ergueu-se e começou a berrar, "ffffff!, ffffff!, fffffff"!!!...
e  antes que conseguisse dizer "F...-se!", o rottweiler comeu-o!

O professor teve que sair da sala.

       


 

publicado por Fernando Ramos às 18:23

Janeiro 14 2013

publicado por Fernando Ramos às 11:17

Janeiro 11 2013

publicado por Fernando Ramos às 19:53

Janeiro 11 2013
A LISTA DE COISAS QUE NÃO SABEMOS OU NÃO LEMBRAMOS 
 
Os Três Reis Magos:
. O árabe Baltazar:     trazia incenso, significando a divindade do Menino Jesus.
. O indiano Belchior: trazia ouro, significando a sua realeza.
. O etíope Gaspar:    trazia mirra, significando a sua humanidade. 
 
As Sete Maravilhas do Mundo Antigo:
1 - As Pirâmides do Egito
2 - As Muralhas e os Jardins Suspensos da Babilônia
3 - O Mausoléu de Helicarnasso ( ou O Túmulo de máusolo em Éfeso )
4 - A Estátua de Zeus, de Fídias
5 - O Templo de Artemisa (ou Diana)
6 - O Colosso de Rodes
7 - O Farol de Alexandria. 

 
  
As 7 Notas Musicais
A origem é uma homenagem a São João Batista, com seu hino:
Ut queant laxis (dó)   Para que possam
Resonare fibris         ressoar as
Mi ra gestorum          maravilhas de teus feitos
Fa mulli tuorum         com largos cantos
Sol ve polluit            apaga os erros
La bii reatum            dos lábios manchados
S ancti I oannis          Ó São João
 
 
Os Sete Pecados Capitais
(Eles só foram enumerados no século VI, pelo papa São Gregório Magno (540-604), tomando como referência as cartas de São Paulo)
. Gula
. Avareza
. Soberba
. Luxúria
. Preguiça
. Ira
. Inveja


 
 As Sete Virtudes
(para combater os pecados capitais)
. Temperança   (gula)
. Generosidade  (avareza)
. Humildade   (soberba)
. Castidade   (luxúria)
. Disciplina   (preguiça)
. Paciência   (ira)
. Caridade   (inveja)  


 
 Os Sete dias da Semana e os "Sete Planetas"
O s dias, nos demais idiomas- com excessão da língua portuguesa, mantém os nomes dos sete corpos celestes
conhecidos desde os babilônios:  

. Domingo - dia do Sol
. Segunda  - dia da Lua.
. Terça      - dia de Marte
Quarta    - dia de Mercúrio
Quinta    - dia de Júpiter
Sexta      - dia de Vênus
Sábado    - dia de Saturno

 
 
As Sete Cores do Arco-Íris:
Na mitologia grega, Íris era a mensageira da deusa Juno. Como descia do céu num facho de luz e vestia um xale de sete cores, deu origem à palavra arco-íris. A divindade deu origem também ao termo íris, do olho.
. Vermelho
. Laranja
. Amarelo
. Verde
. Azul
. Anil
. Violeta 

 
 
Os Dez Mandamentos:
1º - Amar a Deus sobre todas as coisas
2º - Não tomar o Seu Santo Nome em vão
3º - Guardar os sábados
4º - Honrar pai e mãe
5º - Não matar
6º - Não pecar contra a castidade
7º - Não furtar
8º - Não levantar falso testemunho
9º - Não desejar a mulher do próximo
10º - Não cobiçar as coisas alheias 

 
 
Os Doze Meses do Ano:
- Janeiro:   homenagem ao Deus Janus, protetor dos lares
- Fevereiro:     mês do festival de Februália (purificação dos pecados), em Roma;
- Março:   em homenagem a Marte, deus guerreiro;
- Abril:    derivado do latim Aperire (o que abre). Possível referência à primavera no Hemisfério Norte; - Maio:   acredita-se que se origine de maia, deusa do crescimento das plantas;
- Junho:   mês que homenageia Juno, protetora das mulheres;
- Julho:   No primeiro calendário romano, de 10 meses, era chamado de quintilis (5º mês). Foi rebatizado por Júlio César;
- Agosto:   Inicialmente nomeado de sextilis (6º mês), mudou em homenagem a César Augusto;
- Setembro:   era o sétimo mês. Vem do latim septem;
- Outubro:   Na contagem dos romanos, era o oitavo mês;
- Novembro:   Vem do latim novem (nove);
- Dezembro:   era o décimo mês 
 
 
Os Doze Apóstolos:
1 - Simão Pedro
2 - Tiago ( o maior )
3 - João
4 - Filipe
5 - Bartolomeu
6 - Mateus
7 - Tiago ( o menor )
8 - Simão
9 - Judas Tadeu
10 - Judas Iscariotes
11 - André
12 - Tomé.

***Após a traição de Judas Iscariotes, os outros onze apóstolos elegeram Matias para ocupar o seu lugar.
 
 
Os Doze Profetas do Antigo Testamento:
1 - Isaías
2 - Jeremias
3 - Jonas
4 - Naum
5 - Baruque
6 - Ezequiel
7 - Daniel
8 - Oséias
9 - Joel
10 - Abdias
11 - Habacuque
12 - Amos

 
 
Os Quatro Evangelistas e a Esfinge
. Lucas    (representado pelo touro)
. Marcos  (representado pelo leão)
. João       (representado pela águia)
. Mateus   (representado pelo anjo) 
 
  
Os Quatro Elementos e os Signos
. Terra     (Touro - Virgem - Capricórnio)
. Água     (Câncer - Escorpião - Peixes)
. Fogo     (Carneiro - Leão - Sagitário)
. Ar       (Gêmeos - Balança - Aquário) 
 
 
As Musas da Mitologia Grega
(a quem se atribuía a inspiração das ciências e das artes)
1 - Urânia       ( astronomia )
2 - Tália          ( comédia )
3 - Calíope       ( eloqüência e epopéia )
4 - Polímnia    ( retórica )
5 - Euterpe      ( música e poesia lírica )
6 - Clio             ( história )
7 - Érato          ( poesia de amor )
8 - Terpsícore  ( dança )
9 - Melpômene ( tragédia ) 
 
 
Os Sete Sábios da Grécia Antiga:
1 - Sólon
2 - Pítaco
3 - Quílon
4 - Tales de Mileto
5 - Cleóbulo
6 - Bias
7 - Períandro 
 

  
Os Múltiplos de Dez
(os prefixos usados em Megabytes, Kilowatt, milímetro...)
NOME  (Símbolo)          = fator de multiplicação
Yotta  (Y)  =  1024 = 1.000.000.000.000.000.000.000.000
Zetta   (Z) =  1 021 = 1.000.000.000.000.000.000.000
Exa    (E) =   1018 = 1.000.000.000.000.000.000
Peta   (P) =  1015 = 1.000.000.000.000.000
Tera   (T) =   1012 = 1.000.000.000.000
Giga  (G) =    109 = 1.000.000.000
Mega (M) =   106 = 1.000000
kilo      (k)  =  103  = 1.000
hecto   (h)  =  102 = 100
deca (da)   = 101 = 10
uni               = 10 0  =  1
deci    d, 10-1 = 0,1
centi   c, 10-2 = 0,01
mili    m, 10-3 = 0,001
micro  µ, 10-6 = 0,000.0001
nano   n, 10-9= 0,000.000.001
pico    p, 10-12 = 0, 000.000.000.001
femto  f, 10-15 = 0,000.000.000.000.001
atto    a, 10-18 = 0,000.000.000.000.000.001
zepto  z, 10-21 = 0,000.000.000.000.000.000.001
yocto  y, 10 -24 = 0,000.000.000.000.000.000.000.001
 

exa      deriva da palavra grega "hexa" que significa "seis".
penta   deriva da palavra grega "pente" que significa "cinco".
tera     do grego "téras" que significa "monstro".
giga    do grego "gígas" que significa "gigante".
mega  do grego "mégas" que significa "grande".
hecto  do grego "hekatón" que significa "cem".
deca   do grego "déka" que significa "dez".
deci    do latim "decimu" que significa "décimo".
mili     do latim "millesimu" que significa "milésimo".
micro  do grego "mikrós" que significa "pequeno".
nano   do grego "nánnos" que significa "anão".
pico    do italiano "piccolo" que significa "pequeno".
femto  do dinamarquês "femten" que significa "quinze".
atto    do dinamarquês "atten" que significa "dezoito".
zepto e zetta  derivam do latim "septem" que significa "sete".
yocto e yotta  derivam do latim "octo" que significa "oito". 

 

  
Conversão entre unidades:
cavalo-vapor     1 cv = 735,5 Watts
horsepower       1 hp = 745,7 Watts
polegada           1 in (1´´) = 2,54 cm
pé                    1 ft (1´) = 30,48 cm
jarda                1 yd = 0,9144 m
angström          1 Å = 10-10 m
milha marítima       =1852 m
milha terrestre  1mi = 1609 m
tonelada           1 t = 1000 kg
libra                 1 lb = 0,4536 kg
hectare             1 ha = 10.000 m2
metro cúbico    1 m3 = 1000 l
minuto             1 min = 60 s
hora                 1 h = 60 min = 3600 s
grau Celsius       0 ºC  = 32 ºF   = ?273 K (Kelvin)
grau fahrenheit  =32+(1,8 x ºC 

 
 
Os Dez Números Arábicos
Os símbolos tem a ver com os ângulos:
o 0 não tem ângulos
o número 1 tem 1 ângulo
o número 2 tem 2 ângulos
o número 3 tem 3 ângulos
etc...

As Datas de Casamento:
  1 ano - Bodas de Algodão
 2 anos - Bodas de Papel
 3 anos - Bodas de Trigo ou Couro
 4 anos - Bodas de Flores e Frutas ou Cera
 5 anos - Bodas de Madeira ou Ferro
10 anos - Bodas de Estanho ou Zinco
15 anos - Bodas de Cristal
20 anos - Bodas de Porcelana
25 anos - Bodas de Prata
30 anos - Bodas de Pérola  
35 anos - Bodas de Coral
40 anos - Bodas de Rubi ou Esmeralda  
45 anos - Bodas de Platina ou Safira  
50 anos - Bodas de Ouro
55 anos - Bodas de Ametista
60 anos - Bodas de Diamante ou Jade
65 anos - Bodas de Ferro ou Safira  
70 anos - Bodas de Vinho
75 anos - Bodas de Brilhante ou Alabastre
80 anos - Bodas de Nogueira ou Carvalho 

 

 

Os Sete Anões:
. Dunga
. Zangado
. Atchin
. Soneca
. Mestre
. Dengoso
. Feliz


 

 Você Sabia ?

1 - Durante a Guerra de Secessão, quando as tropas voltavam para o quartel após uma batalha sem nenhuma baixa, escreviam numa placa imensa: " O Killed " ( zero mortos ).. Daí surgiu a expressão " O.K. ". Para indicar que tudo está bem.

2 - Nos conventos, durante a leitura das Escrituras Sagradas, ao se referir a São José, diziam sempre " Pater Putativus ", ( ou seja: "Pai Suposto" ) abreviando em P.P .". Assim surgiu o hábito, nos países de colonização espanhola, de chamar os "José" de "Pepe".

3 - Cada rei no baralho representa um grande Rei/Imperador da história:
. Espadas: Rei David ( Israel )
. Paus: Alexandre Magno ( Grécia/Macedônia )
. Copas: Carlos Magno ( França )
. Ouros: Júlio César ( Roma )


4 - No Novo Testamento, no livro de São Mateus, está escrito " é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha que um rico entrar no Reino dos Céus "... O problema é que São Jerônimo, o tradutor do texto, interpretou a palavra " kamelos " como camelo, quando na verdade, em grego, "kamelos" são as cordas grossas com que se amarram os barcos. A idéia da frase permanece a mesma, mas qual parece mais coerente?

5 - Quando os conquistadores ingleses chegaram a Austrália, se assustaram ao ver uns estranhos animais que davam saltos incríveis. Imediatamente chamaram um nativo ( os aborígenes australianos eram extremamente pacíficos ) e perguntaram qual o nome do bicho. O índio sempre repetia " Kan Ghu Ru ", e portanto o adaptaram ao inglês, " kangaroo" ( canguru ).
Depois, os lingüistas determinaram o significado, que era muito claro: os indígenas queriam dizer: "Não te entendo ". Ou, como diriam os paulistanos: "Num tô inteindêindu!"


6 - A parte do México conhecida como Yucatán vem da época da conquista, quando um espanhol perguntou a um indígena como eles chamavam esse lugar, e o índio respondeu " Yucatán ". Mas o espanhol não sabia que ele estava informando " Não sou daqui ".

7 - Existe uma rua no Rio de Janeiro, no bairro de São Cristóvão, chamada "PEDRO IVO". Quando um grupo de estudantes foi tentar descobrir quem foi esse tal de Pedro Ivo, descobriram que na verdade a rua homenageava D.Pedro I, que quando foi rei de Portugal, foi aclamado como "Pedro IV" (quarto).
Pois bem, algum dos funcionários da Prefeitura, ao pensar que o nome da rua fora grafado errado, colocou um " O " no final do nome. O erro permanece até hoje. Acredite se quiser ...

 

publicado por Fernando Ramos às 17:50

Janeiro 10 2013

Um alentejano ia pela primeira vez fazer uma viagem de avião, quando uma coisa no aeroporto lhe chamou a atenção.


Era um computador com voz, que fazia a identificação dos passageiros através da sua imagem.
Assim que o alentejano passou o computador acusou:


'Manuel, 52 anos, Português, casado, passageiro do voo 1455 da TAP'.


Impressionado, o Manuel foi ao WC, rapou o bigode e mudou de camisa.
Ao passar pelo computador a voz acusou novamente


'Manuel, 52 anos, Português, casado, passageiro do voo 1455 da TAP'.
Mas o Manuel não se deu por vencido.


Voltou ao WC, fez uma maquilhagem perfeita, colocou uma peruca ruiva e envergou um vestido de mulher.
Pensou 'Agora sempre quero ver se a porcaria da máquina me reconhece'.


Ao passar o computador acusou de novo:


'Manuel, 52 anos, Português, casado, por causa das paneleirices, acaba de perder o voo 1455 da TAP'.

 

publicado por Fernando Ramos às 20:18

Janeiro 10 2013

Quatro homens e uma mulher, católicos, estavam tomando café na Praça de São Pedro...

 

O primeiro homem falou...

- Meu filho é Padre e, quando entra num recinto,  tratam-no de "Padre".

O segundo homem afirmou...

- Meu filho é Bispo e, quando entra num recinto,  tratam-no de "Sua Graça".

O terceiro homem disse...

- Meu filho é Cardeal e, quando entra num recinto, todos inclinam a cabeça e o tratam-no de "Sua Eminência".

O quarto homem disse orgulhosamente...

- Meu filho é o Papa e, quando entra num recinto,  tratam-no de "Sua Santidade".

Como a única mulher estava saboreando o café em silêncio, os quatro homens dirigiram-lhe um súbtil..

- Então...?

Ela orgulhosamente respondeu...


- Eu tenho uma filha alta e elegante, busto 40 polegadas, 24 polegadas de cintura, 34 polegadas de quadris...

 

 

 

- "Quando ela entra num recinto todos exclamam:

"Oh! Meu Deus”!

 
 

publicado por Fernando Ramos às 19:46

Janeiro 09 2013

publicado por Fernando Ramos às 23:00

Janeiro 08 2013

publicado por Fernando Ramos às 14:50

Janeiro 07 2013

publicado por Fernando Ramos às 00:52

Janeiro 06 2013

publicado por Fernando Ramos às 16:36

Janeiro 05 2013

publicado por Fernando Ramos às 17:34

Janeiro 04 2013

 

publicado por Fernando Ramos às 19:25

Janeiro 04 2013
"NUM BI CARAGO!!!"...
 
 

 
No Porto, o Neves estava a passar pelo rio Douro, quando viu um grupo de evangélicos a orar e a cantar. Resolveu perguntar:
- Oh meus sinhôres que é que se está a passar... aqui?
- Estamos a fazer um batismo nas Águas. Você também deseja encontrar o Senhor?
-  Pois cum certeza!!! Quero, sim sinhor...

Os evangélicos vestiram o Neves com uma roupa branca e levaram-no para a fila.

Numa margem do rio estava um pastor que pegava nos fieis, mergulhava a cabeça deles na água, depois tirava e perguntava:
- Irmão... viste Jesus?

- Ah, eu vi, sim... 

E todos os evangélicos diziam:
- Aleluia! Aleluia!

Quando chegou a vez do Neves, o pastor meteu-lhe a cabeça na água, depois tirou e perguntou-lhe:

- Irmão... viste Jesus? 
- Num bi! - Disse o Neves.

O pastor colocou novamente a cabeça do Neves na água e deixou-a lá um certo tempo. Depois tirou-a e perguntou:
- E agora, irmão... viu Jesus?
O Neves já bastante ofegante, lá disse:
- Num bi, carago!

O pastor, já nervoso, colocou de novo a cabeça do Neves debaixo de água e deixou-a lá por uns cinco minutos. Depois puxou o Neves e perguntou-lhe:

- E agora, irmão... já conseguiste ver Jesus?

O Neves, já mole e trôpego de tanta água engolir, disse:

- F...-se , já disse que num bi caraaago!
Bocês têinhe a certeza de que ele caiu aqui????...

Num estará o morcão no estádio da Luz a treinar o Benfica ? ...
 
  
 
publicado por Fernando Ramos às 17:41

Janeiro 03 2013


O espermograma do avô

 

O médico pede uma amostra de esperma de um homem de 85 anos como parte de seu exame de saúde anual dá um pequeno frasco e disse:

 

'Pegue este frasco e deve trazê-lo amanhã, com a amostra de esperma "

 

No dia seguinte o homem de 85 anos  regressa ao escritório do doutor e lhe entrega o frasco. Estava tão vazio e limpo como no dia anterior.

O médico pergunta o que aconteceu e o homem explica:

"Primeiro eu tentei realizar a tarefa com a mão direita e nada.

Então eu tentei com a mão esquerda e ainda nada.
Então pedi ajuda a minha esposa.
Ela tentou com a mão direita, depois com a mão esquerda e ainda nada.

Ela disse: eu ja sei como. Ela tentou com a boca, primeiro com os dentes presentes, depois sem dentes e ainda nada.

Minha sogra centenária veio e disse: 'sera que eu vou ter que ensinar?

 

Revelou-se um bom tempo em posições diferentes e cada vez mais bizarras e não houve nenhum caso.

Inclusive chamamos a Susie, a vizinha do lado, e ela também tentou, primeiro com as duas mãos, debaixo do braço e pressionando entre os joelhos para cima, mas ainda nada. "

 

O médico estava em choque: 


"Você pediu para sua sogra e sua vizinha?"

 

E o paciente de idade, respondeu:


"Sim, Dr., nenhum de nós conseguiu abrir o frasco...

 
publicado por Fernando Ramos às 22:22

Janeiro 03 2013

publicado por Fernando Ramos às 16:43

Janeiro 01 2013

publicado por Fernando Ramos às 23:40

Dezembro 18 2012

publicado por Fernando Ramos às 15:24

Dezembro 13 2012

Não sei se ria...se chore...

O avô conta ao seu neto João as grandes mudanças que aconteceram na sociedade, desde a sua juventude até agora...

 

« Sabes, João, quando eu era pequeno, a minha mãe dava-me dez escudos = (+/-)5 cêntimos hoje, e com isso mandava-me à mercearia da esquina.

Então eu voltava com um pacote de manteiga, dois litros de leite, um saco de batatas, um queijo, um pacote de açúcar, um pão e  uma dúzia de ovos..!"

E o João respondeu-lhe:

«Mas avô, na tua época não havia câmaras de vigilância?»

 

 

publicado por Fernando Ramos às 22:26

Dezembro 04 2012

O ESTAGIÁRIO

 

Um Presidente de uma empresa, casado há 25 anos, está com uma grande dúvida, se fazer sexo com a mulher, depois de tanto tempo de casamento, é trabalho ou prazer.

 

Na dúvida, ligou para o Director Geral e perguntou-lhe o que ele achava.

 

O Director ligou para o Vice-Director e fez a mesma pergunta.

 

E assim seguiu-se a corrente de ligações até que a pergunta chegou ao Sector Jurídico e o Advogado Chefe perguntou como é da praxe, para o Estagiário que estava todo cheio de trabalho, em serviço e a fazer mil coisas ao mesmo tempo:


- Rapaz, você tem um minuto para me responder, se quando o Presidente da empresa, tem relações sexuais com a mulher dele, é trabalho ou é prazer?


- É prazer, Doutor! - respondeu o Estagiário prontamente e com segurança.
...

- Hein? Como é que você pode responder isso com tanta segurança e certeza?


- É que... Se fosse trabalho, já me tinham mandado fazer!

 

 

publicado por Fernando Ramos às 18:50

Dezembro 03 2012

Compadre Joaquim

Vice é um home bem informado

Será que me pode explicar o que é isso da INTERNET?

 

Bem Manel, vamos começar pelo principio…

Você já viu as Cabras comerem erva, e cagarem bolinhas pretas

Como azeitonas?

 

Sim compadre, já vi muitas vezes

 

Então também já viu as vacas comerem erva e cagarem

umas bostas verdes, enormes?

 

Sim compadre, também já vi

 

Ora entã me diga cá, se os dois bichos comem da mesma erva erva, como é que cagam merdas tão diferentes?

 

Pensando… ora compadre Joaquim nã faço idêa!

 

Entã Manel como é que você quer perceber de INTERNET,

se nem de marda percebe!

 

 

publicado por Fernando Ramos às 18:44

Novembro 29 2012

Ondina ia pela rua quando cruzou com o padre da sua paróquia

- Bom dia, por acaso você não é a Ondina a quem casei há dois anos?
- Sim Padre, eu mesma.
- Mas não me lembro de ter batizado filho seu. Teve algum?
- Não Padre, ainda não.
- Bem, na próxima semana vou à Roma.

Posso acender lá uma vela por você e seu marido,

para que recebam a benção de poder ter filhos?
- Sim, Padre, muito obrigada, ficaremos muito gratos.
Tempos depois, o Padre e Ondina encontraram-se novamente.
- Bom dia Ondina. Como está agora? Já teve filhos?
- Sim Padre, três pares de gêmeos e mais um. Sete no total.
- Bendito seja o Senhor. Que maravilha. E onde está o seu marido?
- Está a caminho de Roma, para ver se apaga a porra da vela. 

publicado por Fernando Ramos às 19:13

Outubro 29 2012

VIUVA GRÁVIDA

 

Na Vidigueira, uma mulher entregou ao neto um frasco com urina para ele ir entregar no consultório para análise.
No caminho, o miúdo deixou cair o frasco que se partiu e foi pedir ajuda a um amigo que lhe disse:


- Anda ali comigo que eu tenho uma porca que está grávida, e nestas alturas as porcas fazem muito xixi, enchemos um frasco e levas que eles nem dão por isso.


Alguns dias depois a mulher foi à consulta para saber o resultado das análises, diz o médico:
-Tenho más noticias para lhe dar.
-Senhor Doutor, não me diga que vou morrer?
-Não vai morrer mas a senhora está grávida!!!


-Mas senhor doutor, eu sou viúva há 10 anos, nunca mais tive ninguém como é que isso é possível?


-Mas a gravidez não é o mais grave, o mais grave é que a senhora vai ter 7 porquinhos.


Diz ela:
- Caramba!!! já nem se pode brincar com um chouriço....

publicado por Fernando Ramos às 19:21

Outubro 29 2012

SEGURANÇA SOCIAL

 

Convém ler e reler para ficar a saber, pois isto é uma coisa que interessa a todos.....

Vale a pena ler, isto a ser verdade (parece que sim) agora sabemos porque não chega para todos....


A INSUSTENTABILIDADE DA SEGURANÇA SOCIAL


A Segurança Social nasceu da Fusão (Nacionalização) de praticamente todas as Caixas de Previdência existentes, feita pelos Governos Comunistas e Socialistas, depois do 25 de Abril de 1974.

 

As Contribuições que entravam nessas Caixas eram das Empresas Privadas (23,75%) e dos seus Empregados (11%).


O Estado nunca lá pôs 1 centavo.


Nacionalizando aquilo que aos Privados pertencia, o Estado apropriou-se do que não era seu.


Com o muito, mas muito dinheiro que lá existia, o Estado passou a ser "mãos largas"!

Começou por atribuir Pensões a todos os Não Contributivos (Domésticas, Agrícolas e Pescadores).

Ao longo do tempo foi distribuindo Subsídios para tudo e para todos.


Como se tal não bastasse, o 1º Governo de Guterres (1995/99) criou ainda outro subsídio (Rendimento Mínimo Garantido) em 1997, hoje chamado RSI.


E tudo isto, apenas e só, à custa dos Fundos existentes nas ex-Caixas de Previdência dos Privados.



Os Governos não criaram Rubricas específicas nos Orçamentos de Estado, para contemplar estas necessidades.


Optaram isso sim, pelo "assalto" àqueles Fundos.

 

Cabe aqui recordar que os Governos do Prof. Salazar, também a esses Fundos várias vezes recorreram.
Só que de outra forma: pedia emprestado e sempre pagou. É a diferença entre o ditador e os democratas?


Em 1996/97 o 1º Governo Guterres nomeou uma Comissão, com vários especialistas, entre os quais os Profs. Correia de Campos e

Boaventura de Sousa Santos, que em 1998, publicam o "Livro Branco da Segurança Social".


Uma das conclusões, que para este efeito importa salientar, diz respeito ao Montante que o Estado já devia à Segurança Social,ex-Caixas de Previdência, dos Privados, pelos "saques" que foi fazendo desde 1975.

 

Pois esse montante apurado até 31/Dezembro de 1996 era já de 7.300 Milhões de Contos, na moeda de hoje, cerca de 36.500 Milhões ?.


De 1996 até hoje, os Governos continuaram a "sacar" e dar benesses a quem nunca para lá tinha contribuído, e tudo à custa dos Privados.


Faltará criar agora outra Comissão para elaborar o "Livro NEGRO da Segurança Social", para, de entre outras rubricas, se apurar também o montante actualizado, depois dos "saques" que continuaram de 1997 até hoje.


Mais, desde 2005 o próprio Estado admite Funcionários que descontam 11% para a Segurança Social e não para a CGA e ADSE.


Então e o Estado desconta, como qualquer Empresa Privada 23,75% para a SS?


Claro que não!...



Outra questão se pode colocar ainda.

Se desde 2005, os Funcionários que o Estado admite, descontam para a Segurança Social, como e até quando irá sobreviver a CGA e a ADSE?


Há poucos meses, um conhecido Economista, estimou que tal valor, incluindo juros nunca pagos pelo Estado, rondaria os 70.000 Milhões?!


Ou seja, pouco menos, do que o Empréstimo da Troika!...


Ainda há dias falando com um Advogado amigo, em Lisboa, ele me dizia que isto vai parar ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem.

Há já um grupo de Juristas a movimentar-se nesse sentido.

A síntese que fiz, é para que os mais Jovens, que estão já a ser os mais penalizados com o desemprego, fiquem a saber o que se fez e

faz também dos seus descontos e o quanto irão ser também prejudicados, quando chegar a altura de se reformarem!...


Falta falar da CGA dos funcionários públicos, assaltada por políticos sem escrúpulos que dela mamam reformas chorudas sem terem

descontado e sem que o estado tenha reposto os fundos do saque dos últimos 20 anos.

Quem pretender fazer um estudo mais técnico e completo, poderá recorrer ao Google e ao INE.



SEM COMENTÁRIOS...mas com muita revolta....

   

RECEBI POR MAIL


Sabem que, na bancarrota do final do Século XIX que se seguiu ao ultimato Inglês de 1890, foram tomadas algumas medidas de redução das despesas que ainda não vi, nesta conjuntura, e que passo a citar:


A Casa Real reduziu as suas despesas em 20%; não vi a Presidência da República fazer algo de semelhante.


Os Deputados ficaram sem vencimentos e tinham apenas direito a utilizar gratuitamente os transportes públicos do Estado (na época comboios e navios); também não vi ainda nada de semelhante na actual conjuntura nem nas anteriores do Século XX.


SEM COMENTÁRIOS.


ACORDA POVO, PORQUE A NAÇÃO DE TI PRECISA... TEU GRITO SERÁ A TUA ARMA...

Aqui vai a razão pela qual os países do norte da Europa estão a ficar cansados de subsidiar os países do Sul.


Governo Português:


3 Governos (continente e ilhas)


333 deputados (continente e ilhas)


308 câmaras


4259 freguesias


1770 vereadores


30.000 carros


40.000(?) fundações e associações


500 assessores em Belém


1284 serviços e institutos públicos


Para a Assembleia da República Portuguesa ter um número de deputados "per capita" equivalentes à Alemanha, teria de reduzir o seu número em mais de 50%

O POVO PORTUGUÊS NÃO TEM CAPACIDADE PARA CRIAR RIQUEZA SUFICIENTE, PARA ALIMENTAR ESTA CORJA DE GATUNOS!

É POR ESTAS E POR OUTRAS QUE PORTUGAL É O PAÍS DA EUROPA EM QUE SIMULTÂNEAMENTE SE VERIFICAM OS SALÁRIOS MAIS ALTOS A NÍVEL DE GESTORES/ADMINISTRADORES E O SALÁRIO MÍNIMO MAIS BAIXO PARA OS HABITUAIS ESCRAVIZADOS. ISTO É ABOMINÁVEL!

ACORDA, POVO! ESTAS, SIM, É QUE SÃO AS GORDURAS QUE TÊM DE SER ELIMINADAS E NÃO AS QUE O GOVERNO FALA. 


Faz o que te compete: divulga.  

 

 

publicado por Fernando Ramos às 12:59

Outubro 26 2012

 

publicado por Fernando Ramos às 12:52

Outubro 24 2012

publicado por Fernando Ramos às 14:06

Visitas
(desde 14.7.2012)
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


favoritos

CHIA BENEFICIOS

pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO