MAROCAS

Outubro 26 2005
soldados.jpg

O Dr. Paulo Portas quando esteve no governo anterior foi quem atribuíu aos ex-combatentes um subsídio anual que em alguns casos deu mais de 130 euros por ano, a quem tinha estado em África, antes de 1974.

Os ex-combatentes não estavam à espera deste subsídio, o que eles queriam era o cumprimento da lei 9/2002 que atribuía o tempo que se esteve em zonas de guerra, contando para efeitos de reforma, e em muitos casos foi mais de 2 anos.

Até hoje esse tempo nunca foi dado aos ex-combatentes, e o Dr. Paulo Portas quis ser simpático e então atribuíu o "subsidiozinho" acima citado para "entreter" os ex-combatentes...

Acontece que, agora, o governo do Eng. Sócrates resolve acabar com a "esmolinha" que os ex-combatentes recebiam, e nem sequer era isso que estavam à espera de receber, mas sim o cumprimento total da lei 9/2002,
que por acaso até é da autoria do Governo do Eng. Guterres.

Agora veio o Ministro da Defesa dizer ao Parlamento que o Governo não tem dinheiro para este subsídio (jornal público de 26.10.2005)

E então ficamos a saber que o valor total deste subsídio é de 800 milhões de euros por 35 anos

E também ficamos a saber que o não pagamento das SCUT pelos utilizadores das auto estradas, custa ao Governo só a módica quantia de precisamente 800 milhões de euros por ano comforme podem ver

ex-xombatente-11.jpg

Isto quer dizer que o governo não tem dinheiro para os ex-combatentes, que é por 35 anos, mas os senhores que vão de Sagres a Vila Real Sto António (mais de 150 Km) não pagam portagem, e as pessoas de vêm todos os dias de Almada têm de pagar a portagem para irem trabalharem para Lisboa.

Não acham que está na altura de deixarem de nos chamarem saloios?

Os ex-combatentes só pedem o cumprimento total do Dec. Lei 9/2002 que é mais do que justo, e não nenhuma esmolazinha de Governos... É que os ex-combatentes não tiveram a culpa de ir para África combater e até foram obrigados a isso, e hoje são tratados quase como traidores, porque parece que os heróis foram os que tiveram dinheiro para fugir para França e outros paises.

É que se calhar de 10 anos de portagens a serem pagas por quem utiliza as estradas, e agora não paga, dava para a despesa toda do dec. lei 9/2002 por os 35 anos

A conclusão que eu tiro é que dinheiro há, a "tabanca" é que continua a ser mal gerida, o que acontece há mais de 30 anos, e se querem mais uma sugestãozinha, acabem com o sigilo bancário, e vejam bem o dinheiro que iam buscar todos os anos em impostos que não são pagos.
publicado por Fernando Ramos às 23:06

Visitas
(desde 14.7.2012)
Outubro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
18
21
22

23
25
27
28

30


favoritos

CHIA BENEFICIOS

pesquisar
 
blogs SAPO