MAROCAS

Novembro 18 2004
Dinheiro 42.jpg

A partir de Janeiro, o Estado, vai poder espreitar as nossas contas bancárias. Acho que a maioria das pessoas não devem estar muito preocupadas com isso. Decerto os nossos governantes vão ter muitas surpresas desagradáveis, é que eles não sabem mas o pessoal está todo teso..! Esta ideia de que o funcionário das finanças vai ver a minha conta bancária tem a sua graça, tenho a sensação que o pobre do fiscal vai ter pena de mim, até pode ser que ele fale com o Dr. Bagão Felix, e sempre ponham lá alguns trocos para me deixarem mais contente. É que, para quase 10 milhões de pessoas em Portugal, todos os meses sobra mais mês do que dinheiro na carteira! Não pensem que eu estou contra esta medida, nada disso, acho muito bem, porque há por aí uns figurões a quem esta medida não vai dar muito jeito, mas deve dar pelo menos para haver mais justiça social, e obrigar aqueles que fogem aos impostos a terem de pensar duas vezes, e até pode ser que as receitas dos impostos cresçam mais alguns algarismos e sempre se arranjam mais uns tostões para dar aos pobrezinhos do salário mínimo. Não gosto muito que os governos tenham um conceito de Estado de Direito tão abrangente, mas neste caso penso que a maioria das pessoas até deve concordar, o que é que elas têm a perder? Tem de se acabar com a pouca vergonha das fugas aos impostos, e de ser sempre quem trabalha que tem de pagar tudo, já há muito tempo que estava na hora de se dizer chega! O fisco tem de contar sempre com os ‘chicos espertos’ porque isto não vai ser fácil, esses vão sempre arranjar maneira de dar a volta. Esperamos todos, que o governo vigie os bancos com mais atenção, porque esses têm muita imaginação para tudo que cheire a dinheiro, e á base de leis que lhes são favoráveis fogem sempre para paraísos fiscais, é preciso ter coragem para acabar com essas leis, se não eles arranjam sempre os meios de os grandes clientes, pagarem sempre menos. Já chega de sugarem o sangue sempre aos mesmos, veremos se esta medida é realmente eficaz, porque se tal não suceder só se vai ficar a dever à incompetência dos respectivos organismos oficiais, e mais uma vez ficar demonstrado que não há vontade política dos nossos ilustríssimos governantes quererem controlar alguma coisa a um número restrito de cidadão quem bem fazem do dinheiro o que lhes apetece.
publicado por Fernando Ramos às 09:27

Visitas
(desde 14.7.2012)
Novembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9


22



favoritos

CHIA BENEFICIOS

pesquisar
 
blogs SAPO