MAROCAS

Fevereiro 28 2006
Coracoes.gif

DE MOZART PARA S.VALENTIM

Eu ofereço ao meu amor,
Orquídeas de suspirar
Que é bela como esta flor,
Este bem que vou sempre amar

S. Valentim me inspirou
Para Orquídeas te oferecer
E que bem que ele pensou
De ti meu doce prazer

Já tem anos esta cena
Porque nosso amor tem arte
Nossa vida é um poema
Na partitura de Mozart

Mais orquídeas te vou dar
Neste nosso namoro eterno
E mais anos se irão passar
No nosso leito fraterno

De Mozart para S.Valentim
Vai música em notas divinais
Algumas se tocam para ti
Suspirando eu, cada vez mais

de: fernando ramos - www.meuslivros.weblog.com.pt
14.2.2006
Dia de S. Valentim
publicado por Fernando Ramos às 18:06

Fevereiro 17 2006
Scp-3.jpg

Já tenho escrito aqui que as minhas preferências clubistas vão para o Benfica, até sou sócio há quase 40 anos, e fui atleta do clube mais de 15, mas não deixo de ter uma certa simpatia pelo Sporting, talvez porque nasci mesmo ao lado do seu estádio, e por isso acompanhei a vida deste grande clube desde sempre, e sempre com um espírito de rivalidade pura e sã.

Hoje (15.2.2006) fiquei arrepiado com a entrevista ao jornal Record dada pelo Sr. João Rocha, antigo presidente do clube, onde ele diz que o Sr. Roquette liquidou o Sporting, e então dá exemplos:

- No tempo dele (João Rocha)o Sporting tinha 105 mil sócios, com o Sr. Roquette teve 30 mil;

- No tempo dele, o Sporting teve 15 mil atletas (nenhum outro clube Europeu chegou a alcancar este número), chegando a ser a maior força da Europa em algumas modalidades desportivas, pois chegou a ter 22 modalidades e ganhou 1.210 títulos nacionais e 52 taças de Portugal e 8 taças europeias, e teve uma equipa de ciclismo na volta à França. Com o Sr. Roquette a preocupação foi acabar com as modalidades amadoras que tanto prestígio e respeito deram ao clube;

- No tempo dele pagaram dívidas do passado, contruiram-se pavilhões, ginásios, e compraram-se terrenos (hoje o Sporting não tem nada disso), e os dirigentes não recebiam um tostão. Em contrapartida hoje os dirigentes recebem salários de milhares de euros, e se no passado as suas despesas eram pagas por eles, hoje é o clube quem paga tudo;

- Quando João Rocha saíu, deixou o Clube sem dívidas, o passivo a zero e um grande estádio com tudo pago, para além de 300 mil metros quadrados de construção aprovados, que valiam 120 milhões de contos na altura;

QUANDO O SR. ROQUETTE CHEGOU AO SPORTING HERDOU UMA DÍVIDA DE 4 MILHÕES DE CONTOS, DEIXADA POR ANTERIORES DIRECÇÕES DEPOIS DE JOÃO ROCHA. HOJE O SPORTING TEM UMA DÍVIDA DE 60 MILHÕES DE CONTOS, QUASE TODA CRIADA PELO SR. ROQUETTE.

O Sporting teve tudo (Estádio, ginásios, pavilhões, património, etc ) e tudo pago, hoje tem o Estádio e a Academia, mas nada é do clube pois devem tudo aos Bancos.

Para onde vais Sporting, que já foste um dos maiores clubes da Europa, e hoje estás reduzido a zero por incompetência e interesses muito duvidosos? Será que os sócios deste grande clube andam todos a dormir..?
Não lhes serviu de exemplo o que quiseram fazer ao meu clube (Benfica) que também estava a caminhar para a valeta!

FORÇA SPORTING QUERO OUVIR NOVAMENTE O RUGIDO DO LEÃO QUE EM MINHA CASA, NO CAMPO GRANDE, SE FAZIA OUVIR QUANDO SE MARCAVAM GOLOS!

Quero um Benfica grande e forte, mas também uma grande maioria dos Portugueses quer o mesmo para o Sporting , corram com todos os que vos têm feito tanto mal.

Abram os olhos e deixem de se aliar ao FC PORTO que tanto mal vos tem feito, é à custa da batota que eles vos têm tirado titulos.

FORÇA SPORTING!!!

Leao5.jpg

publicado por Fernando Ramos às 09:45

Fevereiro 14 2006
lisboa-77-2005.jpg

LISBOA CIDADE DE PAIXÕES

Tenho Lisboa, com muita honra
Bem juntinha ao coração
Ela é linda e não desonra,
Quem nela vive em sedução

Esta cidade de paixões,
Como poucas que há no mundo
Amam-na de dia, e aos serões
Em sentimento cristalino e profundo

Nela, corre um rio sem igual
Num destino com regresso
Que, quando chega ao seu final
Tem um mar sereno, e não perverso

Lisboa tem labirintos de caminhos,
E gentes de muita história
É cantada em sobradinhos,
Por fadistas com memória

E nesta cidade lavrada em trinados,
Por guitarras de fino recorte
Há bairros onde são escutados,
Poemas de amor, dor, e morte

Lisboa de colinas altas,
Praças, avenidas e jardins
Vive amores, escritos em pautas
Guardados em organdis e cetins


de: fernando ramos - www.meuslivros.weblog.com.pt
7.2.2006

publicado por Fernando Ramos às 20:41

Visitas
(desde 14.7.2012)
Fevereiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27


favoritos

CHIA BENEFICIOS

pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO